É bem verdade que surgem cada vez mais pessoas querendo morar fora do Brasil, seja pela violência, desemprego, seja pela oportunidade de um intercâmbio ou por novas experiências.

Mas será que é assim mesmo? Escolhe o país e vai?

Como voce faz pra conseguir um emprego?

Voce vai se adaptar aquela cultura? e Vai aguentar as saudades de quem ficou?

Bem, vamos por partes, … já escolheu o lugar?

Um dos lugares que mais encantam os Brasileiros que pensam em morar fora é Londres, mas há várias questões aqui que vale a pena ressaltar antes de voce contar pra família toda que está se mudando. E hoje escrevo sobre isso;

COMO MORAR EM LONDRES?

Nesse post voce vai descobrir:

  • Se cidadania européia ajuda

  • Quanto tempo demora até se conseguir emprego

  • Qual o custo de vida de se morar em Londres

  • Como é a vida lá em geral e mil outras curiosidades que nunca te contaram!

Eu conversei com a Arianne, ela fez o que muita gente quer fazer também, largou tudo e foi morar fora. E nada melhor que uma Brasileira morando em Londres pra contar como é morar lá e outros detalhes que ninguém fala.

A Ari é mineira, morava no Rio e já amava viajar, ela é formada em duas engenharias por universidades federais mas encontrou na culinária sua verdadeira paixão (e devo dizer, vocação), e em Londres seu destino.

Vamos ver como foi a saga dela, vem gente!

Achei fácil querer morar aqui...
Achei fácil querer morar aqui…

Ari, como foi essa decisão de ir morar em Londres?

No final de 2013 o Caio, meu marido, recebeu uma proposta do trabalho dele para se mudar para Londres.
Eu já estava querendo sair do meu emprego antigo, então a proposta veio em boa hora. Decidimos nos casar e vir juntos morar aqui. Nos mudamos no fim de março, o que foi ótimo, pois chegamos quando o clima já estava melhorando um pouco (só um pouco, porque por aqui o clima não melhora muito quando comparamos com o do Rio).
como-morar-em-londres-trabalho

 Voce tem cidadania italiana né? Isso te ajudou aí de alguma forma?

Tenho cidadania italiana. Ter uma cidadania europeia facilita a vida aqui, pois o Reino Unido faz parte da União Europeia – o que quer dizer que você tem direito a trabalhar e a ficar indeterminadamente no país.
Para trabalhar sem a cidadania, é necessário ter uma empresa sponsor. Esse processo é caro para a empresa, tornando a contratação mais difícil.

Como foi a procura de emprego? 

Comecei a enviar currículos e a me cadastrar em sites de emprego pouco antes de vir para cá. Achei que fosse ser mais fácil conseguir alguma coisa, mas não foi. A oferta de empregos para a área em que trabalho, Engenharia de Segurança de Processos, não é tão grande. Não ter uma formação por uma universidade daqui e ter trabalhado somente para empresas brasileiras não ajudou.

Quanto tempo demorou então? 0o

O primeiro foi voluntário. Passei quatro meses procurando, sem ser nem chamada para entrevistas, até que vi encontrei no Gumtree um engenheiro buscando ajuda voluntária no desenvolvimento de um projeto. Consegui a vaga e o projeto que era para durar uns 2 meses nunca acabava.  Existia a chance de dar certo se conseguíssemos patrocínio, ou de virar um mestrado se desse certo, mas esses “ses” sem nada concreto acontecer começaram a me desestimular muito.
Em dezembro eu decidi que precisava fazer algum curso relativamente rápido e que me garantisse um emprego.
Aí veio a ideia de fazer o curso de chefe de cozinha, o Cordon Bleu (LCB) . Comecei o curso em Janeiro.
Como nada na vida acontece de maneira ordenada, na segunda semana de curso recebi uma mensagem no LinkedIn de um engenheiro me convidando para uma entrevista.
Consegui o emprego e tive que me desdobrar para aguentar a jornada dupla. =)


Caramba! e como foi o curso de chefe da melhor escola de culinária do mundo?

Comecei o curso Intensivo de cozinha do LCB em Janeiro. A escola é uma referência mundial e minhas primeiras impressões foram ótimas. As cozinhas são muito bem equipadas, tínhamos acesso aos melhores ingredientes e a vários chefs com bastante experiência de mercado. Claro que todo lugar tem seus problemas, mas, no geral foi uma excelente experiência.

A escola de Londres recebe estudantes do mundo inteiro, acabam sendo maioria se comparados aos britânicos.

Não existe nenhum preconceito, mas é importante que o aluno compreenda bem inglês, língua em que o curso é ensinado. Isso pode ser bem complicado quando a aula é dada em inglês por um chef francês com sotaque bastante carregado.

 O que as pessoas não te diziam e voce descobriu lá?

Não imaginei que o mercado fosse ser tão fechado. Aqui faz uma enorme diferença ter alguma experiência  ou uma formação local. Acreditei que fosse ser fácil conseguir um emprego com minha cidadania, mas demorei quase um ano para conseguí-lo.
Também descobri que é bem difícil encontrar um apartamento que tenha geladeira grande, forno e armário. Encontrar um que tenha os três ao mesmo tempo é uma tarefa quase impossível! rs Eu tive que abrir mão da geladeira e sobrevivo com um frigobar.
Ah, e não existe box, só um meio vidro protegendo parte da banheira. Você toma banho e molha o banheiro inteiro aqui!!
como-morar-em-londres-custo-de-vida
Libras valem mais que barras de ouro

Qual o custo de vida em Londres?

Para ter uma ideia, o salário inicial de um engenheiro aqui é uns £25.000 por ano (£1.600 por mês descontando as taxas) e de um chef de cozinha, uns £ 15.000 (£1.100 por mês).
#Acomodação (super variável, dependendo do local, se vai morar sozinha ou dividir, etc): vou considerar £650 para apto dividido, £1100 para morar sozinho em zona não central e £1500 para morar mais no centro.
#Água, luz, gas: £70,00 por mês.
#Transporte: £123.30 por mês para usar somente as zonas 1 e 2 do metrô + ônibus.

Fazendo uma analise rápida, dá para perceber como o custo de vida aqui é alto quando comparado aos salários oferecidos. Isso sem incluir alimentação, internet em casa, celular e lazer, estudos.

Por isso o planejamento é essencial! Você vai estar longe da sua família e dos seus amigos. A última coisa de que você precisa é passar dificuldades financeiras num país que não é o seu.

como-morar-em-londres-londrinos-cultura
Tipo Praia

O que Londres tem de melhor?

Para mim o melhor daqui é a qualidade de vida. A saúde de graça funciona e a cidade é bastante segura (claro que tem lugares a serem evitados em certos horários como acontece em toda cidade de grande porte, mas nunca me senti ameaçada aqui). O transporte público é excelente e muito eficiente (e super caro).
A cidade é cheia de parques bem cuidados e tem sempre pelo menos um evento diferente acontecendo. No verão, por exemplo, vários cinemas abertos são inaugurados e o programa é ótimo!
E para quem gosta de viajar tanto quanto eu, Londres tem 5 aeroportos, com vôos saindo para todos os lugares do mundo. Em poucas horas dá para estar na Itália, Espanha, França, Bélgica, Alemanha, etc. Desde de que nos mudamos, eu e Caio (o marido) já fomos para 14 países, na maioria das vezes em viagens de fim de semana.

 A vida noturna é agitada? Muitos pubs?

Nós não saímos muito para boate aqui em Londres. Na verdade, fomos à nossa primeira nesse fim de semana, mas opções não faltam. Tem para todos os gostos. Eu prefiro um restaurante, um pub com música ou receber os amigos em casa. Os lugares aqui costumam fechar bem cedo, por volta de meia noite. As boates ficam abertas até umas 3, 4 da manhã.

E a Culinária de Londres?

A culinária londrina não é lá muito boa. O prato mais tradicional é o Fish&Chips, que nada mais é do que um peixe empanado com batata frita – nada que a gente não tenha melhor no Brasil. Se fosse para eu sugerir algum prato daqui, ficaria com o Sunday Roast (encontrado em quase todos os pubs aos domingos), ou com a *Fish Pie (uma torta de peixe muito saborosa com molho branco e pure de batatas) e um ( ! ) Sticky Toffee Pudding de sobremesa (esse é imperdível – um bolo feito de com tâmaras e açúcar mascavo com calda de caramelo e creme de baunilha).
( ! ) A Ari já fez esse na cozinha dela, dá uma olhada.

 Como são os Londrinos? Muito fechados? simpáticos?

No geral, eles são bem mais fechados do que os brasileiros. São mais reservados, não falam muito sobre o pessoal não te convidam para ver futebol na casa deles, mas são muito bem educados. E é claro que há exceções!
Londres é uma Torre de Babel. Tem muita gente do mundo inteiro, muitas línguas e culturas diferentes se encontam por aqui. O mais difícil em Londres é encontrar um Londrino.

 Como é o metro de Londres? Já se perdeu com tantas linhas?

O metrô daqui é incrível! Você consegue chegar facilmente a qualquer lugar. Pode ser um pouco confuso no começo, mas é bem fácil depois que você se acostuma. Vai ficar ainda melhor depois de setembro (2015), quando algumas linhas passarão a funcionar 24h.
O único problema é a falta de ar condicionado. Londres não é uma cidade preparada para o calor e o metrô vira uma sauna na hora do rush.

como-morar-em-londres-dicas

Voce sentiu ‘medo’ de algo?

Eu não tenho muitas amarras, sou do mundo. Saí cedo de casa para estudar, já morei um tempo no Colorado e em Nova Iorque. Acho que quando você decide se mudar, tem que ser bastante flexível e entender que nem sempre as coisas acontecem como planejado. E, nesse caso, a capacidade de adaptação conta muito.

E a saudade? Como foi com a família e amigos?

O primeiro susto que dei na minha família foi em 2006, quando decidi sair do curso de medicina de uma faculdade pública bastante concorrida e fazer engenharia. A reação não foi muito boa.
Dessa vez eu já estava formada e queria fazer o curso como um plano B. Com certeza a aceitação foi muito melhor!

O que voce diria pra quem quer se mudar para outro país?

É importante estudar o lugar para onde se quer ir. Ver como funcionam os sistemas de saúde, transporte, educação. Ver quanto custa alugar uma casa, pagar pelo gás e pela eletricidade, fazer compras no supermercado. Essas coisas farão parte do seu dia a dia e não são vistas quando estamos turistando.

E os próximos planos?

Desde Janeiro eu estou trabalhando em uma empresa bem legal de engenharia. Muita coisa nova e diferente do que eu costumava fazer no Brasil, mas é ótimo ter emprego, rotina, compromisso e a chance de conhecer gente nova.
Terminei o Cordon Bleu no final de Junho e ainda não decidi bem o que vou fazer com o curso.  Por enquanto tenho feito jantares para os amigos em casa, num estilo restaurante pop up.
Estamos, eu e Caio, viajando menos do que no ano passado, mas ainda sim bastante.
To branca como um papel nesse ¨verão¨ londrino, com muita vontade de ir para a praia.
Comemos arroz e feijão quase todos os dias. Aqui em casa também tem farofa, tapioca, canjiquinha, bolo de fubá e muito brigadeiro. Todo mundo que visita paga a hospedagem trazendo esses produtinhos do Brasil pra gente!

como-trabalhar-em-londres-perfil

A Arianne é uma pessoa que nasceu solta no mundo e que desde pequena não consegue ficar muito tempo no mesmo lugar.
Irriquieta, está sempre pensando no próximo lugar que quer conhecer, explorar.
Ama o Rio, sua casa de coração, tem saudade da família e dos amigos, mas ainda não está pronta para voltar –  faltam muitos imãs para completar minha coleção. 
Engenheira Química e de Segurança e Chef de cozinha nas horas vagas.

E VOCE? gostou!? Sobrou alguma dúvida aí? DEIXE SEU PEDIDO NOS COMENTÁRIOS!

E se quiser, pode encontrar mais dicas de Brasileiros pelo Mundo aqui 😉

Deixe seu comentário!

Loading Facebook Comments ...

3 Replies to “Como morar em Londres, e o que ainda não te contaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Disqus Comments ...