O que fazer no Rio de Janeiro

Vai conhecer o Rio no feriado? nas Olimpíadas ou nas férias?

Tava demorando para eu falar aqui do Rio de Janeiro e o motivo é simples: não sou mais turista no Rio.

Depois de morar na cidade fica difícil falar pouco sobre ela, restringir as opções de passeios para alguns dias é uma tarefa árdua mas ao mesmo tempo, fica fácil dar dicas de achados que só quem mora no Rio sabe. Considero me uma pessoa entre turista e moradora e acho que esse balanço é ideal pra escrever a quem nunca veio ao Rio 😉


Leia também:

O Rio de Janeiro que o turista não vê

Fiz o Passeio de Helicóptero no Rio ! (experiência)

Petrópolis no fim de semana


Antes de mais nada, é justa a posição de uma das cidades mais visitadas do Brasil (alternando o posto com Foz do Iguaçú, que já falei aqui).

O Rio de Janeiro tem uma beleza natural diferente e misturada com o lado urbano, seja ele rico ou pobre. Além disso o povo é por sua cultura bastante descontraído, é uma das marcas do Carioca.

É um lugar em que preconceitos são quebrados e a diversidade (de tudo) se destaca. Quem vem ao Rio a primeira vez pode se surpreender em igual proporção com o lado bom e o lado ruim e só estando no Rio para entender isso. Mas tenho certeza que voce vai se surpreender e descobrir que nem tudo é como na TV e algumas coisas são até melhores.


Nesse post voce verá:

  • O Que fazer no Rio de Janeiro
  • Quantos dias ficar
  • Dicas de Segurança 
  • Dicas de Transporte
  • Quando ir ? 
  • Onde se hospedar no Rio de Janeiro

Clique para salvar os mapas de transporte Rio:

 


O que fazer no Rio de janeiro? 

o-que-fazer-no-rio-de-janeiro-turístico

Acho que esse item é o mais difícil de ser respondido. Além do roteiro básico de visitação dos turista existem muitos outros lugares e coisas para se fazer no Rio, vai depender de quanto tempo voce tem e dos seus gostos.

Vou começar a lista com o turismo clássico, com os principais pontos turísticos, e depois mostro o turismo extra, com algumas atividades mais comuns aos moradores cariocas. Recomendo MUITO que você faça ao menos uma ou duas atividades do turismo extra pra sentir na pele a alma do carioca.

Segura o folego porque a lista é longa!

( ! ) Os links levam ao site de compra de ingressos ou informações sobre o local

  • Passeio de bondinho ao Pão de Açúcar
  • Ir ao Cristo Redentor de trem ou de van
  • Andar no calçadão de Copacabana e conhecer o Copacabana Palace
  • Curtir a Praia de Ipanema e tomar Mate comendo biscoito Globo
  • Assistir ao Por do Sol no Arpoador
  • Conhecer o Museu do Amanhã, no centro do Rio
  • Curtir a praia do Leblon
  • Curtir as praias da Barra da Tijuca e Recreio (bastante diferente de Copacabana, Ipanema e Leblon!)
  • Visitar a Confeitaria Colombo e comer um doce típico português (mas tudo lá é gostoso)
  • Conhecer o centro histórico, o Teatro Municipal e a câmara municipal
  • Conhecer as Bibliotecas da região , como a Nacional ou o Real Gabinete de leitura.

( ! ) Se possível, assista um espetáculo no Teatro Municipal, o lugar é absolutamente incrível.

  • Curtir uma noite (ou várias) na Lapa, o lugar mais “seja voce mesmo” que eu já estive.
  • Conhecer os Arcos da Lapa e a escadaria de Selarón e a Catedral em forma de balde (por dentro é linda, vitrais incríveis!)
  • Nesse ponto também é possível fazer o Passeio de trem de Santa Tereza que acaba de ganhar um trajeto novo!
  • Visitar o Jardim Botânico
  • Conhecer o Parque Lage (amo!) <- Quem segue o @AosViajantes no Instagram já viu essa dica por lá 😉
  • Fazer a visita guiada pelo Maracanã e assistir a um jogo de futebol
  • Ir ao Forte de Copacabana e tomar café da manhã por lá (tem uma confeitaria Colombo dentro do forte que serve um combinado de café da manhã excelente )
  • Conhecer a Lagoa Rodrigo de Freitas, dá pra caminhar, correr, andar de pedalinho ou até alugar uma bike pra rodar por lá.
  • Pode repetir o passeio no Aterro do flamengo e curtir um por ou nascer do sol também
  • Visitar a feira de artesanato da praça General Osório (Ipanema)
  • Caminhada pela Floresta da Tijuca e parada estratégica para apreciar ao Rio da Vista Chinesa.
  • Andar pela Orla de Copacabana e Ipanema aos domingos na avenida (fechada para carros e aberta a pedestres)
  • Fuja das praias lotadas da zona Sul e vá até a prainha (do outro lado do Rio), vá cedo pois há limite de pessoas, vá de carro.
  • Faça um passeio de Helicóptero pelo Rio de Janeiro mais do sensacional e veja tudo lá de cima! Diga que viu essa dica no Aos Viajantes!

o que fazer no rio de janeiro passeio de helicoptero

  • Visitar Niterói e o Museu de Arte Contemporânea (MAC), arquitetado por Oscar Niemeyer.
  • Visitar o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) e ver a exposição de arte da vez.
  • Ir a um ensaio de escola de samba na rua (Gostei do da Vila Izabel 🙂
  • Tomar uma cerveja no bar Amarelinho da Cinelândia
  • Ir ao Centro Cultural Nordestino comer e ouvir um bom forró
  • Ir a alguma feijoada das escolas de samba
  • Conhecer os bares da Tijuca na região do Buxixo ( o bairro do carioca da gema segundo as lendas! haha)
  • Aproveite e conheça os bares da Praça da Bandeira também, Botto bar, Aconchego Carioca (a dona inventou o bolinho de feijão!) são ótimos com carta de cerveja boa.
  • Conhecer restaurantes do Rio não-turísticos (em breve por aqui)
  • Ir a feira do Rio antigo (antiguidades) na rua do Lavradio (1º sábado do mes).
  • Curtir uma noite na Barra da Tijuca (as más línguas recomendam o camarote Barra Music, mas pesquise o local pra saber se é seu estilo e que artista irá se apresentar no dia)
  • Shows também podem estar rolando no Circo Voador, Fundição Progresso, Marina da Glória entre outros, então confira agenda de shows antes de ir.
  • Tomar uma cerveja e comer pastel na Mureta da Urca e assistir ao por do sol
  • Conhecer a Igreja da Candelária
  • Conhecer a outra confeitaria antiga e não tão visitada, a Manon no centro do Rio
  • Pular de Paraquedas de Angra, Rezende e outros
  • Fazer um bate volta na cidade vizinha Petrópolis
  • Se tiver mais tempo, pode usar o Rio como ponto de partida para Ilha Grande ou ainda Paraty
  • Faça uma trilha e admire o Rio de cima, há várias e mais famosas são a da Pedra Bonita e da Pedra da Gávea, mas vá com guia! Nunca sozinho e se for é responsabilidade sua, eu avisei.

Acho que deu pra perceber que atividade é o que não falta no Rio! É só escolher e ser feliz.

A ideia é usar esse artigo como um guia inicial e depois ler o roteiro detalhado se quiser, combinado?

Próximo item!

 


Roteiro pocket

o-que-fazer-no-rio-de-janeiro-dias
“Fica mais”, Drummond, Carlos.
Para os pontos turísticos principais: 4 dias inteiros no mínimo. 

Em 4 dias voce consegue visitar o que há de top no Rio, claro, se quiser fazer trilhas, caminhar em diversas paisagens, vá aumentando esse número de dias com o turismo extra que quiser fazer.

Um roteiro básico seria:

Dia 1: Cristo Redentor e Bondinho Pão de Açúcar (eu prefiro o por do Sol no Pão de Açúcar). Nesse dia o ideal é sol e céu limpo pra apreciar a paisagem! Almoce na Rotisseria Sírio Libaneza no Largo do Machado, dentro da galeria Condor (Largo do Machado, 29). Melhor árabe não há! No fim do dia pode curtir uma noite na lapa ou uma cervejinha na mureta da Urca. Prefira comprar as entradas para os passeio nos sites para evitar filas.

( ! ) Aliás, saiu um post especial sobre o Cristo Redentor e suas novidades! Turistas e Cariocas vão aproveitar muito mais!

Dia 2: Praia! Desça na estação de metro Siqueira Campos e ande pela orla de Copacabana. Indo para a esquerda (sentido Leme) voce encontrará o Copacabana Palace, indo para a direita estará o simpático Carlos Drummond de Andrade da foto, o Forte de Copacabana e Ipanema. Se chegar bem cedo pode fazer essa caminhada até o forte, tomar um café da manhã por lá e visitar o museu do forte (eu gosto bastante e a vista do local é linda). Depois vá a Ipanema e ande quase até o fim da praia. Se quiser curtir uma praia depois do almoço, fique o mais distante do Arpoador possível. Se estiver com a agenda lotada, ainda dá pra conhecer apraia do Leblon e a Lagoa Rodrigo de Freitas correndo, se estiver com tempo, deixe para outro dia. Nesse dia o por do sol pode ser apreciado do arpoador (nesse momento pode). Aproveite para conhecer uma das hamburguerias da região. O TT Burguer ou o B de Burguer, ambas em Ipanema.

Dia 3 opção 1: Centro histórico e Maracanã. A ordem desse dia eu deixo por sua conta, tanto faz, mas se puder estar no Centro para o almoço encontrará ais opções. Assim, o legal seria começar o dia pelo centro do Rio. Desça na estação de metro da Cinelândia e visite a Biblioteca, observe os edifícios, vá ao novíssimo Museu do Amanhã, tente fazer uma visita ao teatro municipal. Siga pela lateral do teatro municipal em sentido a estação de metro da Carioca, lá voce encontra as ruas mais portuguesinhas do Rio de Janeiro. Rua Buenos Aires, Ouvidor, muita história por ali. E claro, a Confeitaria Colombo, na R. Gonçalves Dias, 32. Tome um cafezinho aqui e coma um doce antes de seguir. Se estiver no seu roteiro ir até o CCBB ver uma exposição, você pode seguir a partir daqui, aproveite para observar a Igreja da Candelária.

( ! ) Cuidado extra com bolsas e celulares nessa parte do centro do Rio de Janeiro!

Se tiver jogo no Maracanã algum dia, tente ir, mas se não for possível, pode fazer uma visita guiada ao estádio e sentir um pouco da emoção. Para isso pegue o metro sentido Uruguai e desça na estação São Francisco Xavier para ir ao estádio. Sua noite pode se encerrar nos bares e restaurantes da região do Buxixo e praça Saens Pena na Tijuca.

Dia 3 opção 2: Centro histórico e Maracanã. A outra opção é começar pela região da Tijuca. Vá a floresta da Tijuca, faça a trilha e chegue a Vista Chinesa, depois disso vá ao Maracanã e depois ao centro do Rio conforme o roteiro a opção 1. Nessa opção pode ser que não de tempo de ir ao CCBB mas confira os horários de antedimento ppis normalmente as exposições podem ser visitadas até as 20 horas.

Dia 4: Lagoa Rodrigo de Freitas, Jardim Botânico, Parque Lage e Lapa: Qualquer dia pode ser um bom dia para ir a Lapa. Nesse dia voce pode começar pelos Parques depois até a lagoa ou fazer o inverso. Depende de onde voce quer almoçar e do transporte. Para chegar até  Jardim botânico direto o melhor é um onibus ou onibus integração com o metro. Para chegar até a Lagoa pode-se descer em Ipanema (metro General Osório), caminhar até a lagoa e a partir dela ir a pé também aos parques.

Feita a escolha, vá a Lagoa Rodrigo de freitas e ande, corra, alugue uma bicicleta (pela Bike Rio do Itaú), passe o dia por lá e se for almoçar em Ipanema, Leblon. O Zazá Bistro, é legal para comer uma comida brasileira contemporânea. Quem quer um churrasco diferente, em que o rodízio é de acompanhamentos e não da carne, conheça o CT Boucherie. Depois vá ao Jardim Botanico e ao Parque Lage. Se o pique estiver bom, descanse um pouco e curta a noite na Lapa.

Bem, se quiser ficar mais dias, com certeza vai aproveitar ainda melhor e quem sabe conhecer as praias mais tranquilas da Barra , Recreio e afins.

<< Farei um roteiro falando mais sobre cada lugar, inscreva-se aqui para não perder nenhuma dica! >>

Onibus, Táxi ou Metro?

o -que-fazer-no-rio-de-janeiro-transporte-metro

Serei bem direta: sempre que houver metro te levando até seu destino, prefira-o. Se não houve e for relativamente perto, usar táxi pode ser uma saída inclusive econômica. Em último caso use ônibus. Digo isso com base no que eu já experienciei  e amigos também.

Metro: Entre os pontos turísticos e a zona sul o metro é suficiente e também há ônibus de integração que funcionam como extensões do metro e sem adicional de custo na passagem. Funcionam muito bem, é algo desse tipo que você irá utilizar para ir ao pão de açúcar e ao Criso Redentor por exemplo. Sugiro que voce instale o aplicativo do metro no seu celular, pelo iTunes ou Google Play.

( ! ) Clique aqui para baixar o mapa do metro Rio em tamanho grande.

Onibus: Há muita linha de ônibus no Rio e usando o Google Maps há grandes chances dele indicar esse meio de transporte como recomendação número 1 uma vez que a malha de metro no Rio é bastante limitada.  O problema de se deslocar de ônibus é a possibilidade da linha estar extinta e o google não saber disso (as linhas de ônibus tem se alterando com frequência).

Veja também a rota que a linha faz, e pensando na segurança e sendo cautelosa, nem sempre aquela linha faz um caminho muito seguro.

Outra questão é a segurança dentro do onibus. Se utilizar, procure sentar no banco do corredor e não fique usando o celular. Há furtos frequentes de celular por meninos que nem estão no onibus e colocam a mão na janela. por fora mesmo! =/ Nunca aconteceu comigo, mas já vi acontecer, é aquela coisa, se puder evitar, evite.

BRT: É mais um sistema de onibus e funciona como os biarticulados de faixa exclusiva (como os de Curitiba), o BRT, está com dados mais confiáveis e atualizados no Google, funcionam na Barra, Galeão e outras regiões da Zona Oeste.

Táxi/Uber: Tem um bom custo benefício. Prefira pedir por aplicativos ou mesmo o Uber, funcionam bem!

VLT: O mais novo sistema de transporte no Rio atende a região do Centro do Rio e região Portuária. Criado para atender a demanda dessa região e motivado pelas Olimpíadas do Rio o VLT já está bem implementado e é um dos sistemas mais modernos do Brasil, eu acho! Você mesmo paga sua entrada como os onubus de Londres. Ele integra umas áreas que eram carentes de transporte público, e o mapa completo voce encontra aqui.

Alugar carro: Acho interessante para quem deseja ir a Prainha, Barra da tijuca, Petrópolis e outros locais fora do circuito turístico principal do Rio. Se não, é altamente dispensável.

Contratar serviço de transporte: Pelo mesmo motivo anterior, acho interessante para quem quer ir a lugares distantes ou para quem quer utilizar melhor o tempo, se voce ficar poucos dias na cidade é uma opção bem interessante. Além disso, pode sair mais barato que táxi. Para quem tem mobilidade reduzida, também é uma ótima saída. Um serviço que recomendo é o Alney Transporte e Turismo (não to ganhando nada com essa indicação), fale com eles, o preço e o serviço são de qualidade e atrativos.

Bike Rio: Por apenas 5,00 o dia ou 10,00 o mês voce aluga uma bicicleta laranjinha, parceria da prefeitura com o Itaú. Hoje em dia são muitas bicicletas dispoíveis e estações também, mas com o tempo nem todas as bicicletas encontram-se em perfeito estado e manutenção, olhe bem a sua antes de retirar.

Para usar é simples: vá a uma das estações da bike Rio (pode encontrar pelo aplicativo da Bike Rio), ligue no 4003 6054 ou use o app e retire a bicicleta. Cada viagem deve ser de 1 hora mas se quiser continuar andando, é só devolver a bicicltea, aguardar 15 minutos e pegar outra sem taxa extra. Se passar desse tempo voce paga uma multinha de 5,00 por hora a mais. Como disse, funciona bem, mas observe se a sua bike está em plenas condições antes de retirar.


Quando Ir?

o-que-fazer-no-rio-de-janeiro-quando-ir

 

Verão é a alta temporada, mais atividades nas praias, mais gente e também mais calor, muito mais calor. Esteja bem ciente disso. Não é raro que as temperaturas alcancem sensação térmica de 45-47 graus em janeiro. Eu particularmente sofro com esse calor, mas sei que muitas pessoas amam demais. Em Janeiro também podem ocorrer temporais de chuva intensos. Isso pode limitar um dos seus dias, mas noralmente o temporal não fica por mais de um dia nessa época.

( ! ) No dia 28/12 a sensação térmica no Rio chegou a 55 graus!!

Por outro lado é época de Ano Novo e Carnaval, e aí sim, se esse for seu objetivo, o jeito é encarar o sol com bastante protetor solar e curtir!

Primavera e outono, são minhas estações preferidas pois há sol mas as temperaturas são amenas. A primavera permite até uma praia, eu sei que turísticamente falando, dá pra ir a praia em setembro, o carioca é que não costuma ir. E o outono é uma delícia.  De abril a agosto diminuem as chuvas.

( ! ) Passar o feriado de Páscoa no Rio pode ser uma excelente pedida!

Quando conheci o Rio era Inverno e na condição de turista eu fui a praia! Há dias de temperaturas mais baixas e outras nem tanto. Já passei por invernos de média 10-12 graus e outros de 20 graus ou mais, de qualquer forma inverno no Rio permite um turismo bem tranquilo. Para quem quer visitar a cidade imperial vizinha Petrópolis, é a melhor época.


Dicas importantes para quem nunca foi ao Rio ou vai sozinho (a)

o-que-fazer-no-rio-de-janeiro-dicas-segurança

Ouve-se muito falar em violência no Rio e sei que essa é uma preocupação de quem visita a cidade. Acalme-se;

O Brasil todo sente esse problema em maior ou menor escala e não entrarei no mérito da discussão, o que posso dizer é que seguindo as dicas voce ao menos conhece as estratégias cariocas para não se colocar em situação de “alvo fácil”, o truque é tirar a cara de turista!

A primeira coisa que voce deve saber é que o mais importante é saber onde se está indo. 

Conheça seu trajeto, olhe no google, pergunte a quem já foi (pode ser a mim também), tem gente do bem e gente do mal, gente que quer muito te ajudar e gente que quer se aproveitar por voce ser de fora da cidade. Conhecer o caminho é melhor que andar olhando pras placas na rua, denunciando sua total inocência no local.

Fique atento, sobretudo nos pontos turísticos sabe-se que há turistas, distraídos e prontos para perderem a carteira, a câmera, o celular. Se a esmola for demais, desconfie. Use bolsas transpassadas e jamais deixe celulares e carteiras dando sopa.

Quando estiver no ônibus, sente no corredor. Não custa relembrar, fuja do já famoso assalto de fora para dentro do ônibus.

Evite usar jóias de ouro (colares principalmente) em locais muito abertos, muito trísticos, prefira usá-las quando for jantar em um restaurante por exemplo. Um dos roubos/furtos mais comuns é o de colares de ouro.


Você também pode gostar de:

Petrópolis no fim de semana (1 ou 2 dias na cidade)

Conheça o novo Cristo Redentor !

Uma refexão sobre o Rio de Janeiro e o que esperar de lá

Ilha Grande – Onde se hospedar, como chegar e todas as dicas!


Falar do Rio de Janeiro em um post não é tarefa fácil. Mas pode ter certeza que é uma cidade sim maravilhosa, quem mora nela convive com os problemas urbanos e acaba esquecendo de curtir o que a cidade tem de bom. Turistas curtem isso com maestria!

Fique a vontade a fazer perguntas e no que puder ajudar eu ajudo,e se eu não souber com certeza conheço alguém que sabe!

<< Cadastre-se para não perder posts como esse! >>

 

Deixe seu comentário!

Loading Facebook Comments ...

20 Replies to “O que fazer no Rio de Janeiro (mais de 40 Dicas!)

  1. Oiie Maíra, adorei suas dicas sobre a cidade que tanto sonho em conhecer. Eu e meu noivo estamos planejando ir nas próximas férias, e eu, ansiosa como sou, já estou planejando nosso roteiro. Pra isso, gostaria de tirar algumas dúvidas com você.
    Quantos dias seria necessário para conhecer os pontos turísticos do Rio? Quantos dias ficar em Arraial? Petrópolis, vale a pena um bate volta ou é melhor pernoitar por la? O Rio é realmente muito caro ou dá pra achar locais com preço justo? Em julho chove? Qual o melhor bairro para se hospedar? O deslocamento na cidade é fácil?

    Aguardo suas dicas. Beijos

    1. Que legal Manu! Você está certa em planejar com antecêndencia, o Rio tem muta coisa. Sobre suas perguntas:
      – Bom, como você pode ver aí no roteiro, eu sugiro no mínimo 4 dias inteiros para o Rio. Acredito que a viagem com mais tempo traria melhores experiências também.
      – Petrópolis é uma cidade nvernal com cara de europa e mto diferente do Rio, tenho um post todo só dela e voce pode decidir quantos dias ficar, eu pernoitei, mas um bate volta também é válido: http://aosviajantes.com.br/wp-admin/post.php?post=1106&action=edit
      – Julho é quandomenos chove no Rio. Março é quando mais chove no Rio. Julho pode chover mas a chva por lá raramente fica mais que 2 dias. Confira a previsao perto de ir porque costuma ser bem precisa.
      – Bairro a se hospedar depende da sua intenção: fuja do centro, prefira botafogo, flamengo, ipanema, leblon. De uma olhada nocusto beneficio, mas Botafogo costuma ser a preferencia. Muita gente gosta de Copacabana, se ficar lá, tente um hotel da orla, são mais novos e bonitos.
      – Deslocamento para pontos turiscos é relativamente fácil, tudo que estiver na linha do metro é tranquilo. O transito no Rio costuma nao ajudar, entao transporte entre hotel e aeroporto costuma ser chato e demorado.
      – Caro e barato depende de referencial. Rio tem custo de alimentacao quase como São Paulo. Um almoço num restaurante médio sai por 40-50 reais fora bebida. Voce encontra almoco por 30 também assim como os melhores restaurantes sairão por no mínimo 100 reais a refeição. Por outro lado muits atrações não tem custo.

      Ajudou?

  2. Oieee Maíra, adorei as dicas e nas minha viagem de férias de 7 dias, dividi em 5 dias no Rio e 2 dias em Petrópolis (Já li as suas dicas de roteiros lá hehehe).
    No Rio, onde é melhor se hospedar para conseguir fazer o roteiro básico de turista?
    Pensei em ficar hospedada no centro 2 dias e em Copacabana 3 dias e depois ir para Petrópolis + 2 dias.
    Ou posso me hospedar em Copacabana e fazer tudo de metrô?

    Dúvidas, dúvidas, dúvidas… me socorra, por favor!!!

    Abraços
    Mariselma

    1. Oi Mariselma! O Rio é bem acessível a quem está hospedado na Zona Sul, em metro de quadra em quadra praticamente! e caso não haja metro até o local de turismo há onibus e metro compartilhados. Além disso, o centro do Rio não é um lugar muito amigável pra hospedar-se e fica bem deserto após o horário comercial e aos finais de semana. Eu recomendo que voce fique em Copacabana memso durante todos os dias se há essa possibilidade. O Leme pode ser uma opção mais em conta que Copacabana, se for o caso.. é bem no inicio dos bairros praia. Flamengo e Botafogo também são opções intermediárias. Não é centro mas é movimentado, mas também não é praia. Espero ter ajudado 😉

  3. Maíra, parabéns pelo post! Super completo e útil para que se possa ter uma visão global do que fazer no Rio de Janeiro.

    Quando puderes, visite nosso novo hotel junto ao Aeroporto Santos Dumont (http://www.prodigysantosdumont.com.br). Acreditamos que é o hotel mais conveniente da cidade e o restaurante da cobertura, com vista para a Baía de Guanabara, é imperdível!

    Um grande abraço e estamos à sua disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Disqus Comments ...