Driblar a crise e viajar é um sonho atualmente que pode parecer impossível, mas não é.

As notícias estão por todos os lugares. Corona vírus, Dólar subindo, Euro e Libras nas alturas, Bolsa de valores registrando queda histórica!

Como continuar viajando assim? Para onde planejar as próximas férias de forma segura e barata?

Bem, driblar a crise e viajar barato é uma tarefa que exige planejamento e também conhecimento da perspectiva atual.

Calma, você está no site certo sim! O Aos Viajantes foi todo atualizado pra ficar ainda melhor pra você, espero que goste. Qualquer dúvidas ou sugestão pode falar comigo. Aproveite e assine o recebimento de notícias para não perder postagens e notícias como essa assim que forem postadas!

Hoje vou te ensinar 7 passos simples para driblar a crise e viajar ainda que pareça impossível.

Nosso caso tem solução <3

7 dicas simples pra viajar mesmo em crise financeira (ou surtos de saúde pública)

No passado foi o Ebola, hoje é o Coronavírus, e amanhã é alguma outra doença que surgirá pra deixar todo mundo alarmado.

Por isso, epidemias e pandêmias sempre existirão e isso não é ser pessimista. É analisar a realidade.

Outra realidade presente no nosso dia a dia é a desvalorização do real e a crise econômica que estamos passando há anos.

Em alguns momentos os indicadores de economia e taxa de desemprego até melhoram, mas ainda vemos o dólar subindo (quase 5 reais hoje) e o euro também (pra casa dos 6 reais por euro hoje).

Pra continuar viajando e relaxando nas suas merecidas férias, eu tenho 7 ideias pra você. Elas vão desde que economia e planejamento, a destinos mais baratos para viajar.

No final desse post há dicas sobre viagens em questões de risco a saúde (como o caso do coronavírus) e o que fazer se você tem uma viagem marcada para os próximos meses.

Dica 1) Prefira os destinos nacionais, viaje no Brasil

Nada melhor que viajar pelo Brasil quando a moeda está desvalorizada.

driblar-a-crise-e-viajar-brasil-e-america-latina Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro)

A nossa vantagem é enorme pois há tanto lugar incrível para conhecer no Brasil que faltaria até dia nas suas férias.

Você pode ter experiência de natureza, culturais e históricas, pode ver algumas das 7 maravilhas do mundo, pode ir as nossas praias maravilhosas, ou pode simplesmente descansar.

Outro momento que nosso país pode eplorar é o chamado Undertourism, nesse post eu te digo porque ele é o futuro em viagens e o que é o Undertourism , ele pode ser a solução de viagens após a pandemia.

Aqui no blog eu já falei de vários destinos nacionais incríveis mas deixo uma lista aqui pra você se inspirar:

Dica 2) Quer ir para o exterior? Viaje para a América Latina

Fuja da Europa nesse momento.

Além do Brasil o nossos países da América Latina possuem um potencial enorme de destinos relativamente baratos, eles são a chave para driblar a crise e viajar.

Isso significa dizer que você Brasileiro tem um poder de compra OK ao viajar para destinos como Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Bolívia e outros.

A maioria dos países ao nosso redor enfrentam crises econômicas também, assim, a moeda deles está tão ou mais desvalorizada que o real.

O Chile é um dos países dessa lista que custam mais caro para viajar, porém o custo benefício se mantém. Comparando ao Brasil, os custos de hospedagem e alimentação seriam semelhantes a uma viagem ao Rio de Janeiro ou São Paulo, por exemplo.

A viagem para o Chile aliás é uma das mais ricas em termos de experiências. Tem neve, praias, tem deserto do Atacama, Cordilheiras Andinas e neve!

Vou deixar uma lista sobre as riquezas da nossa américa e posts do Chile com custos e avaliações e um ebook gratuito sobre Santiago.

Dica 3) Pague à vista (mas não hoje) driblar a crise e viajar no débito

Poupe hoje para viajar amanhã. A viagem mais econômica é aquela que a gente paga o menor valor em tudo, certo?

driblar-a-crise-e-viajar-pague-a-vista Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro)

Então uma alternativa a esses tempos de crise ecônimica é evitar os pacotes de viagem e os parcelamentos. Esses valores estão inflacionados com o custo atual, porém estão diluídos em meses.

O ideal é valorizar seu dinheiro hoje: seja em bolsa de ações, seja em imóveis, seja vendendo docinhos na porta da faculdade, seja se desfazendo de coisas e vendendo. Tudo que você puder fazer para não pagar viagem em parcelas é melhor pro seu bolso.

Com esse dinheiro, você consegue melhores valores em passeios por exemplo, ou em pacotes de viagem em pagamento à vista.

Essas dicas só não valem para compra de passagem aérea, que costumam manter o padrão de preços e devem ser ser compradas com antecedência de 48 dias a 3 meses.

Um canal que adoro e sempre da dicas de economia é o Me Poupe da Nath Arcuri. Separei aqui a lista de dicas para iniciantes em finaças, mas no canal tem muito mais.

Dica 4) Use milhas para economizar o custo de passagem aérea

Já que eu falei em passagem aérea no item anterior, vamos falar de economizar com elas.

O custo da passagem aérea pode representar até 30% do seu custo de viagem, então esse item é um dos fatores mais importantes pra se repensar quando o assunto é driblar a crise e viajar barato (e seguro).

Junte milhas de todas as formas possíveis e tente comprar sua passagem com ela.

Se não for possível, então tente vender em sites de compra e venda de milhas, veja se vale a pena vender suas milhas também.

Dica 5) Garanta a melhor conversão da moeda para viagens internacionais

Dá pra economizar bastante em todos os custos que você tem ao longo da viagem. Os restaurantes e mercados, aquela lembrancinha e etc.

driblar-a-crise-e-viajar-cambio-dolar-euro Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro)

Nesse caso, são duas opções: ou você paga com dinheiro trocado na moeda do país ou você paga com o cartão de crédito.

Você pode me achar louca em cogitar pagar com o cartão de créditos, mas com a atual mudança no sistema de cobrança dos cartões, pode valer a pena sim.

Se você acredita que o dolar ou o euro ou a moeda que seja estará custando menos até o dia da sua viagem, pode ser uma boa deixar parte do valor a ser pago no próprio destino.

Atualmente, a fatura do seu cartão de créditos vai cobrar o valor que você pagou no dia da compra para viagens internacionais, e não o valor do dólar no dia de fechamento da fatura. Na prática isso ajuda muito a estimativa de custos e evita surpresas no fim do mês. Apenas lembre-se de incluir o IOF na sua conta!

Uma boa prática é ir fazendo cambios de valores até o dia da sua viagem. Essa é uma das melhores formas de driblar crise e viajar em qualquer época.

Como não podemos garantir se a moeda sobe ou desce, o ideal é ir trocando aos poucos pra ter um valor médio de custo do dolar.

Se o seu destino for para um país com a moeda mais fraca que a nossa (como a maioria da américa latina e africa do sul por exemplo), aí vale a pena trocar lá no destino.

A cotação no próprio país sempre será melhor que a daqui.

Dica 6) Escolha o melhor momento de viagem

Viagem em feriados, férias de meio e final de ano, costumam ter valores muito maiores. Então, nada melhor que fugir dessas datas para viajar.

driblar-a-crise-e-viajar-fora-da-alta-temporada Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro)

Prefira os meses de abril e maio, ou de agosto a outubro. Viajar nesses períodos garante uma economia de até 70% em comparação a alta temporada.

São os meses mais baratos de hospedagem, passagens e até passeios pois estão fora do período de alta temporada.

Dica 7) Se desloque menos (slow travel)

O movimento Slow Travel é aquele que incentiva viagens feitas com poucos deslocamentos, mas passando bastante tempo em cada destino antes de ir para um próximo.

driblar-a-crise-e-viajar-slow-travel Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro)

Esse estilo de viagem é a minha preferida com certeza, além de possibilitar explorar mais cada destino é uma forma mais econômica de driblar a crise e viajar.

Mas slow travel não é só se deslocar menos, é se deslocar mais barato também.

Por exemplo, se você tem pouco tempo em um destino, pode ser necessário utilizar um uber na cidade, mesmo sendo mais caro. Mas se você está com tempo de sobra, poderá utilizar o transporte público, que vai sair mais barato.

Outra substituição é poder fazer passeios a pé ao invés de usar transporte público.

Você pode achar besteira, mas em países da Europa, em que o metro custa cerca de 36 reais o trecho, essa substiruição é quase o valor de uma refeição do dia.

Outra ideia que uma viagem mais tranquila permite é a hospedagem. Com mais tempo você pode alugar um apartamento ou airbnb ao invés de um hotel e fazer dele a sua casa.

URGENTE – O que fazer em caso de coronavírus e cancelamentos de viagens por motivos de saúde pública

driblar-a-crise-e-viajar-coronavirus-saude-rotated Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro)

Busque informações atualizadas

Essa é a dica mais importante de todas. Busque informações atualizadas sempre.

E essas informações devem ser de orgãos oficiais!!! Por melhor que seja minha orientação e vontade em ajudar, as reocmnedações são atualizadas o tempo todo, de acordo com a necessidade.

Acesse os sites da organização mundial da saúde (OMS) e do ministério da saúde.

Site da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o coronavirus

Site do Ministério da Saúde sobre o coronavírus.

Devo cancelar minha viagem para os países atingidos pelo Coronavírus?

Nesse momento sim, você nem tem outra opção (atualizado em 05/06)

Eu lembro que há bem pouco tempo atrás, o ebola tinha voltado com tudo, e por isso, viagens para alguns países da África eram considradas de risco.

Na ocasião eu desisti e mudei a minha viagem pra outro país e anos depois visitei a África do Sul sem problemas.

As próprias companhias aéreas estão cancelando voos devido ao Covid19.

Os países com transmissão local confirmada incluem China, Coreia do Sul, Japão, Singapura, Austrália, Malásia, Vietnã, Itália, Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Suíça, Noruega, Holanda, Croácia, Grécia, Finlândia, Dinamarca, San Marino, Tailândia, Indonésia, Irã, Emirados Árabes, Estados Unidos e Canadá. Países da América Latina já entraram no bolo com; Brasil, Chile, Peru, Colombia e a tendência é aumentar cada vez mais.

O grande impulsionador do caos sobre esse novo virus é a transmissão, que acontece de maneira muito rápida. Enquanto o vírus SARS levou quase 4 meses para atingir 1000 pessoas, o vírus Corona levou apenas 48 horas.

Em 11 de março o novo coronavírus foi decretado como pandemia de acordo com a OMS.

Nesse caso, o problema nem é a letalidade, mas o potencial em atingir tanta gente.

Nessa situação o coletivo tem que imperar, a gente não vive sozinho na sociedade etão tem que agir em conjunto pra proteger todo mundo.

Tenho direito a indenizações de passagem e reservas em caso de coronavírus?

Por enquanto a Azul, Gol e Latam já manifestaram possibilidade de cancelamento e remarcações. (Regras atualizadas em 20/03)

Saiba o que fazer para remarcar sua passagem na Azul.

Saiba as regras para remarcar passagem na Gol.

Remarcações na LATAM devido ao coronavírus.

A recomendação é que você contate cada uma das empresas e tente negociar seu dinheiro de volta ou a trasnferência da data da viagem sem multas.

Para mais informações, recomendo esse guia do Bem Estar com perguntas e respostas do Coronavírus.

Não posso cancelar minha viagem devido ao coronavírus, o que fazer?

Mas nesse momento, procure informações oficiais sobre as medidas que o governo está tomando no país que você está indo.

Alguns países, como Portugal, pedem para evitar lugares fechados e preferir parques, praças e etc. Já outros países, como os Estados Unidos, estão pedindo para se evitar aglomerações e nem sair de casa.

A outra recomendação super importante é garantir um seguro viagem que te de suporte. Atualmente apenas a Assist Card manifestou atendimento em caso de Coronavirus.

Seguro Viagem: Seguros Internacionais
gta Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro) GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
april Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro) APRIL 60 USA Basic Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 41/dia*
intermac Driblar a crise e viajar barato em 7 dicas (e seguro) Intermac 60 Prata Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 500 (SUPLEMENTAR) R$ 22/dia*

As demais seguradoras comunicaram que farão o atendimento inicial, mas não continuariam o tratamento em caso de confirmação de contaminação por Corona Virus, por ser esse um caso de pandemia.


Essas foram as 7 dicas de como driblar a crise e viajar mesmo com alta de dolar, euro e crises econômicas.

Uma coisa importante para lembrar sobre momentos de crise, é que eles são a hora perfeita para você se preparar para viajar, e não para ir.

Pra recapitular lembre-se, em momentos de crise financeira:

  • Prefira destino no Brasil, se viajar para o exterior, que seja na América Latina.
  • Para economizar mais, poupe hoje para pagar no futuro. Invista seu dinheiro.
  • Use milhas ou venda milhas
  • Garanta a melhor conversão possível da moeda
  • Escolha viajar fora da alta temporada
  • Se desloque menos e permaneça mais tempo em cada destino (slow travel)

Conta pra mii qual a sua estratégia e como você viaja em tempos de crise.

Deixe seu comentário! Pergunte!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nosso Guia de Viagem
Assine nossa Newsletter
Back to top