santiago chile roteiro completo

Roteiro Santiago 7 a 10 dias – Parte 3 da série Chile

Chegou a hora que voces mais gostam, O ROTEIRO!  Nesse post você verá:

  • Um roteiro detalhado por 7 dias a 10 dias para Santiago e cidades da região. Com todos os detalhes do que esperar por lá.
  • Um mapa exclusivo (lá no final) com todos os locais falados aqui e mais umas dicas EXTRAS.

Detalhes de horários de funcionamento, valores e como chegar.


Posts da série Chile

Parte 1: Turismo no Chile, o que fazer? DECIDIR O DESTINO e comprar a passagem

Parte 2: Santiago do Chile, dicas e primeiros passos. Os detalhes obrigatórios.

Parte 4: Guia Gastronômico em Santiago. Por bairro, valores e culinária!

Parte bonus: Guia de Hotéis e Bairros para se hospedar. O que estava faltando!

Guia de compras (futuramente).


Inscreva-se para receber posts do Chile assim que saírem 


roteiro-santiago-7-a-10-dias-dicas

Roteiro Santiago 7 a 10 dias – Dia a Dia

Foram 10 dias , excluindo o dia de chegada e de saída e incluindo algumas cidades além de Santiago. Um tou por Isla Negra, ver a neve em Valle Nevado, o litoral especial de Viña del Mar e Valparaíso e, se você tiver folêgo, pode conhecer ainda mais.

O dia da semana, escrito ao lado de cada dia de roteiro, é importante pois nem todos os lugares abrem todos os dias. Ao final de cada dia, todos os horários de funcionamento e custos.

Qualquer dúvida, deixe a sua pergunta nos comentários 😉

Chegada – Hotel em Santiago e Aeroporto

O Aeroporto é muito tranquilo, funciona Uber por lá também e você pode pegar esse transporte ou vans coletivas para ir ao centro de Santiago.

Para mim valeu a pena pegar um táxi (na época tava melhor) e de lá fui direto ao meu Hotel, o Ibis Providência, na minha opinião, extremamente bem localizado e o melhor custo-benefício nessa viagem.

Fica perto do metro Manuel Mont e quase dentro do Liguria, o restaurante que fui mais de uma vez e falei no nosso Guia Gastronômico.

Se você precisa de dicas de hospedagem, leia o post de: Onde se hospedar em Santiago, um guia de hoteis.

Dia 1 – Conhecendo o centro de Santiago (Domingo)

O Centro de Santiago é muito gostoso e cheio de história. Sempre que paro pra pensar e comparar os países da América Latina fico um pouco chateada por não valorizarmos a nossa cultura e nossos museus.

Esse passeio pode ser feito no Domingo, quando muitos locais tem entrada franca mas, por outro lado, alguns outros locais estarão fechados. Eu tinha bastante tempo, o suficiente para voltar à cidade outro dia e visitar o que estava fechado.

O Domingo é legal pra conhecer o centro também pois haverá muitos Santiaguinhos trazendo mais da cultura local a você.

( ! ) Há a opção de fazer city tour gratuitos oferecidos pela prefeitura de Santiago. São três modelos e eu separei o final desse post para mostrar detalhes sobre eles a você.

roteiro-santiago-7-a-10-dias-como-ir-ao-centro-de

Nessa região você verá: a Plaza de Armas, a Catedral, o prédio histórico dos Correios, o Palácio Presidencial La Moneda, o Mercado Central/ Mercado das frutas, o Museu Histórico Nacional.

A Plaza de Armas é considerada o marco zero e central da cidade de Santiago sendo historicamente o local da fundação da cidade, por Pedro Valdívia. Em torno da Praça ficam estátuas do fundador, árvores, prédios históricos, um mapa da cidade antiga no chão (muito legal) e uma espécie de palco com apresentações. 

roteiro santiago 7 a 10 dias - plaza de armas
A Plaza de Armas

A Catedral metropolitana de Santiago é muito bonita, cheia de vitrais e detalhes e muuuuito antiga. Foi uma das primeiras construções da cidade (data de 1748).

No Palácio Presidencial La Moneda , sede da presidência chilena, há um evento da troca de guardas, dia sim, dia não sempre as 10 horas da manhã (dias ímpares no inverno, pares no verão). E também há visitas guiadas que devem ser agendadas com bastante antecedência, a minha de 2 meses não foi suficiente na época e não fiz a visita.

Se quiser agendar, deve enviar um email a visitas@presidencia.cl, informando qual a data desejada, eles te enviarão um email com os horários possíveis.

Próxima entrada foi no Museu Histórico Nacional, pra quem gosta, é legal! Fala muito sobre colonização e os povos da região. Há visitas guiadas também, (visitei sem guia mesmo). A entrada é franca. Outro museu interessante é o  Museu de Arte Pré-Colombiana, vale a pena incluir nesse dia (e dá tempo).

Nesse dia, o almoço foi no Mercado Central, mas não recomendo.

Não tive impressão boa, achei caro e aquém do esperado, dizem que o ideal é comer os frutos do mar em especial o centolla (um carangueijo gigante).

Valeu mais a pena a visita feita no Mercado das Frutas, logo em frente atravessando uma ponte e fugindo do assédio dos pedintes/vendedores. Lá sim, frutas diferentes, bonitas, com preço bom! faça a festa da feira e leve pro hotel/hostel.

roteiro-santiago-7-a-10-dias-como-ir-ao-parque-qui

Saí dessa região ainda havia tempo, o jeito foi incluir um dos parques da cidade, foi uma feliz escolha ir ao Parque Quinta Normal. O parque em si é grande e bonito, tem muito campo verde, bicicletinha pra criançada curtir e 5 (CINCO) museus que ficam dentro ou próximo ao parque.

Visite o Museu Nacional de História Natural, muito legal! Ali dá pra aprender sobre a geografia do Chile e programar sua próxima viagem, entender toda a ciencia por trás dos vinhos produzidos em cada região. Eu nem esperava ir nesse local, mas foi o museu mais legal da viagem.

Dentro do parque também há um Museu Ferroviário (que não fui) e fora do parque, perto do museu ferroviário há o Museu Artequin, em formato de mesquita e super colorido, voltado para crianças. O bom aqui pra adultos é a cafeteria, a essa altura voce pode estar com fome.

Importante: Horários de funcionamento e custos.
  • Palácio Presidencial La Moneda pode ser visitado de Segunda a Sexta, e os tours guiados ocorrem em 4 vezes ao dia.
  • O Museu Histórico Nacional abre de Terça a Domingo, das 10hrs as 17:30hrs. Entrada franca.
  • Museu de Arte Pré-Colombiana, abre de Terça a Domingo das 10h às 18h. A entrada custa 4.500 pesos.
  • Museu Nacional de História Natural, abre de Terça a Sábado das 10h as 17h30 e Domingo das 11h às 11:30h. A entrada franca.
  • Museu Ferroviário abre de terça a sexta, de 10h às 17h50. Sábados, domingos e feriados, de 11h às 17h50. A entrada custa 500 pesos para Crianças e estudantes e 800 pesos para adultos.
  • Museu Artequim abre de Terça a Sexta das 9h as 17h, Sábados, domingos e feriados, de 11h às 18h. (fechado no mes de fevereiro). A entrada custa 1500 pesos para adultos e 1000 pesos para crianças. Aos Domingos a entrada é franca (mas espera-se uma contribuição voluntária).

Dia 2 – Visita as Víniculas – Concha y Toro e Cousiño Mancul. (Segunda-feira).

Continuando o passeio, meu segundo dia em Santiago foi uma segunda-feira. Nesse dia há muitos museus e parques fechados pra visitação, a solução melhor é conhecer as vinícolas.

A programação era Concha y Toro de manhã e Cousiño Macul pela tarde. Tive o azar de pegar uma greve dos funcionários na Concha y Toro na semana que estava lá e não pude conhece-la, mas ela caberia nesse dia conforme o programado, ambas as vinículas ficam em Santiago.

roteiro-santiago-7-a-10-dias-como-ir-a-cousi_c3_b1

Gostando ou não de vinho é uma experiência muito válida visitar uma vinícula, sobretudo se for em um dos melhores produtores de unvas e vinhos, o Chile.

Cousiño Macul é a mais antiga e  administrada até hoje pela familia. Fiz o tour básico na Cousiño, visitamos os parrerais, conhecemos sobre o tipo de uva e a época correta da colheita. Fomos ver de perto o processo e  a fermentação (já sabem que sou engenheira química né, nem preciso dizer que amei) e provei 3 tipos de vinho. Experiência maravilhosa!

O que muda de um tipo de visita (básico) para outro (premium) é a quantidade e tipo de vinho que se toma em cada tipo de visita, na premium também são servidos queijos. Há uma opção de tour de bicicleta, ótimo para épocas de primavera e verão.

Lembre-se de fazer a reserva para as vinículas. Para reservar passeio na Cousiño Macul clique aqui.

Se optarem por outras vinícolas dentre as várias existentes no Chile escolham outro dia da semana visto que a maioria delas abre a partir de terça. Eu recomendo também as do Vale do Maipo, a caminho da estrada, como outras opções.

Jante no bairro Bellavista, há vários restaurantes ótimos ali. Comi em um não tão central ao pátio Bellavista, o Sur Patagonico, que oferece comida típica da Patagônia.

Comida incrível e atendimento não tão legal. Infelizmente nem sempre todos os garçons são bem treinados. Nesse me roubaram o troco e nem vi.


Dia 3 – Viagem a Viña del Mar e Valparaíso.

( ! ) Leia esse dia com atenção e não pule as “dicas”, serão importantes!

Aqui está uma das maiores discussões de quem vai ao Chile com base em tudo que li!

Quantos dias ficar em cada cidade? Vale a pena ir? Tour pago ou por conta própria? A meu ver, vale a pena ir  sim. Sempre vale. Mas a minha opinião sobre número de dias a se fazer as cidades é: ambas no mesmo dia

( ! ) DICA: A ressalva aqui é se voce quiser fazer muitas coisas ou se chegar tarde demais (tente chegar entre 8 e 9 no máximo).

Hospedando-se em uma das cidades voce pode curtir com calma o Museu de Viña del Mar que conta a cultura e história da Ilha de Páscoa. Bom também para quem quer curtir o Cassino de Viiña del Mar e pra curtir a noite agitada (normalmente Valparaíso, mais noturna que diurna).

Ir com tour ou por conta própria vai depender do seu ritmo e tipo de viagem.

Já citei algumas vezes e desculpe ser repetitiva, mas gosto de andar na cidade, fazer o que os cidadãos ali fazem, tour te deixa preso demais, você não curte o tempo no que quer.

Claro, a vantagem é que vai ver todas as atrações sem se perder e cansando menos e todas as vantagen/desvantagens de fazer um tour guiado. Como eu cheguei tarde, teria conseguido fazer mais passeios se utilizasse uma agência de turismo.

Na saída da rodoviária, esteja com um mapa e bem informado! A saída da rodoviária assusta, mas andando um pouco e chegando às avenidonas Viña já fica bonita.

Viña tem uma cara de praia, linda, casarões, verde, riqueza, vibes. Ande pela cidade até chegar à orla, no caminho estará o Museu Fonck de arqueologia e história. Almoce em um restaurante da Orla  (comi no Grill mas não recomendo! Comida boa, mas acharam que não eu sabia fazer conta e tive problemas com isso).

Dali se vê também o Cassino (hotel-cassino redondo e enorme), se tiver o sonho de jogar em um cassino, prepare suas apostas e vá! Passando o Cassino há o Castelo Wulf (nesse entrei, bem fofo!).

( ! ) DICA: Viña del Mar tem outros 2 castelos e voce pode visita-los nessa viagem sem perder tempo. O Castelo Brunet fica próximo ao Castelo Wulff, e também na costa litorânea. E o Castelo Ross você passa em frente, a caminho do Relógio das Flores.

Seguindo por essa rua do Castelo chega-se a uma ponte e andando mais um pouco vê-se o Relógio das Flores de Viña, famoso. Ali voce disputa um lugar e faz sua foto clássica!

Bem em frente a esse relógio de flores peguei um onibus, de linha mesmo, rumo a Valparaíso. Confesso que foi uma aventura e acabei descendo no ponto errado, tive que voltar tudo e perdi um tempão 🙁

( ! ) Aqui vale uma dica muito importante: Se chegar cedo faça o caminho inverso ao meu em Vinã. Comece pelo relógio das Flores e siga por último até a orla/cassino/restaurante, assim voce terminará próximo a uma estação de metro e poderá ir a Valparaíso de Metro (mais confiável e tranquilo).

Valparaíso é uma cidade singular, foi tombada pela Unesco e parece te levar pros anos 70, só indo pra ver e entender. A cidade é um vale, ultra inclinada, pra fazer qualquer coisa fora da parte plana do vale somente com transporte, o ônibus ou famoso funicular. Vai por mim, você pode ser atleta, mas vai perder tempo demais de turismo se quiser subir e descer aquelas ladeiras.

Em Valparaíso está uma das várias casas-museu do Pablo Neruda, a La Sebastiana. Outras atrações da cidade são o museu Marítimo Nacional e a Capsula Fênix logo em frente (utilizada no resgate dos mineiros do Chile em 2010).

Importante: Horários de funcionamento e custos.
  • Museu Fonck de Arqueologia e História pode ser visitado Segunda das 10hrs as 14 hrs e de 15 hrs a 18 hrs. Terças a Sábados de 10hrs as 18 hrs. Domingo e Feriados das 10hrs a 14 hrs. A entrada custa 2.500 pesos para adultos e 500 pesos para crianças.
  • Castelo Brunet (Rua Iberia 104 – Cerro Castillo). Visitas somente com prévia autorização ligando para +56 (32) 313 2500.
  • Castelo Ross (Rua La Marina, 50). Visitas ligando para +56 32 266 4461, ou email: info@castillodelmar.cl
  • Castelo Wollf (Rua La Marina, 36). Visitas de Terça a Domingo das 10 hrs as 13:30 hrs e das 15 hrs as 17:30 hrs.
  • Cassino de Viña del Mar (Avenida San Martin, 199). Tel: 56 32 250-0700. Aberto 24h, todos os dias.
  • Casa Museu La Sebastiana (Ferrari 692, Valparaíso). Tel: +56-32-225 6606 / +56-32-223 3759. Aberto de terça a domingo com horários diferentes para cada época do ano. Março a Dezembro de 10:10 as 18 hrs e de Janeiro a Fevereiro de 10:30 as 18:50 hrs. É IMPERATIVO FAZER A RESERVA. Envie email para info@fundacionneruda.org. Ou diretamente no contato do site.  A entrada custa 6000 pesos.
  • Museu Histórico Nacional (Paseo 21 de Mayo, Playa Ancha,Valparaíso) Tel: +56 32 2537651 / +56 32 2537018. Abre de Terça a Domingo de 10:00 as 17:30 hrs. Não abre nos dias 01/maio. 25/dez e 31/dezembro. A entrada custa 1000 pesos para adultos e 300 pesos para crianças de 4 a 10 anos.

Dia 4 – Cerro Santa Luzia , Casa de Neruda e mais de Santiago (Quarta-feira)

Dia de andar na cidade com museus abertos e ter uma das melhores experiências pela cidade.

roteiro-santiago-7-a-10-dias-como-ir-ao-cerro-sant

Vá em direção ao Cerro San Cristóbal, lá você pega um trenzinho (o funicular) para subir ao pé da Santa Virgem Maria, uma estátua com 14 m de altura. No caminho da ida há uma parada no Zoológico, que fica na metade do caminho, se quiser pare aqui, na volta o trem não faz paradas. Lá do alto da pra ver a cidade toda e também as cordilheiras ao fundo. É uma paisagem linda e imperdível! É desaconselhável subir ou desce a pé, então prefira esse trem. Há uma área para missa também e uma capela, é um local para relaxar, muito agradável.

Passe o tempo que quiser no alto do Cerro San Cristóbal mas não perca hora pra próxima visita, a Casa de Neruda La Chascona. As visitas são guiadas e agendadas. Essa casa é muito diferente e fala bastante sobre a relação de Neruda com o Santos Drumond (já contei algo pra voces sobre isso no post sobre Petrópolis). Se quiser, pode aind adar uma volta pelo Cerro Santa Lucia.

Depois dos museus já deve estar na hora de almoçar, fui conhecer o Como Água para Chocolate e só de lembrar me dá água na boca, um dos mehores restaurantes que já fui na vida (Peça congrio ao molho de espinafre e não esqueça da sobremesa).

Outra opção para esse dia é ir ao Museu de Neruda, almoçar e depois passar a tarde entre os parques e locais da cidade próximos, ordene de acordo com seus horários.

Importante: Horários de funcionamento e custos.
  • Funicular Cerro San Cristóbal funciona as Segundas das 13hrs as 20hrs e de Terça a Domingo, das 10hrs as 20hrs. Custa 2000 pesos ida e volta.
  • Museu La Chascona , abre de Terça a Domingo das 10h às 18h. A entrada custa 6000 pesosÉ IMPERATIVO FAZER A RESERVA. Envie email para info@fundacionneruda.org. Ou diretamente no contato do site.

Dia 5 – Viagem a El Quisco (Isla Negra)

Outra viagem pela região próxima a Santiago e dessa vez rumo a El Quisco, onde fica a melhor das tres casas do poeta Chileno Neruda, a chamada Isla negra.

Fui de Ônibus Pullman, escolhi em função dos horários mesmo. Essa via também deixa quase em frente a Casa de Neruda e na volta também passa por ali. Há ônibus de hora em hora pela maior parte do dia e o trajeto dura cerca de 2,5hrs. (É um dia que dá pra combinar outras atividades, fica bem tranquilo).

Agora que estamos na última visita as casas-museu de Neruda, uma explicação: Visitar as casas dele pode ser algo que não pertença as suas vontades. Eu gosto de museus, de arquitetura, mas mesmo pra quem não gosta ou não liga muito a casa dele é um show a parte.

Neruda foi escritor, colecionador e excentrico em tudo que fez. Tudo ali é pensado minuciosamente e projetado para atender as suas vontades (como a de se sentir dentro de um navio, que ele amava).

Essa casa de Isla Negra é a mais parecida com o que ele deixou, casas das cidades maiores foram muito saqueadas na época de ditadura e alteradas. O corpo dele e da última esposa (a chascona) também estão nessa casa de Isla Negra.

Não vou falar mais pra não estragar a surpresa. Ah, a casa é com vista pro mar (e de todas as janelas).

Aproveite para almoçar no restaurante do museu, é gosto e tem preço honesto. Entenda que não há nada para fazer nos arredores, a casa está distanciada e isolada da cidade El Quisco.

roteiro-santiago-7-a-10-dias-isla-negra-casa-de-ne

Importante: Horários de funcionamento e custos.

Dia 6 – Dia de shopping! (sexta-feira)

Dia que dispensa comentários, se não quiser ter esse dia no seu roteiro, a vontade. Mas acho que um vinho ou outro todo mundo quer levar não é?

Se você quiser saber mais, deixe um comentário aqui pedindo e não esqueça de assinar o blog para recebe-lo no seu email assim que estiver pronto.


Dia 7 – Viagem a Vale Nevado – Esqui e Neve (Sábado)

Importante! Dependendo da época que você for a Santiago pode não haver previsão para neve. Optei por reservar um dia livre no roteiro que poderia ou não ser usado para visitar algum dos centros de Esqui. Se for época de alta temporada de esqui (julho a agosto), procure ir em dias de semana já que aos finais de semana, as estações de esqui lotam.

Eu dei sorte, maio (mês que estive no Chile) dificilmente haveria neve. Entre um papo e outro no hotel eu ouvi: “Vai chover forte em Santiago na sexta, significa que vai nevar lá na montanha no Sábado.”

Marquei meu passeio com a empresa de turismo Turistik, era a recomendada e a que me atendia no que queria. Carro alugado não é recomendado pois a estrada é perigosa e com – enfáticas – 60 curvas fechadas. A empresa faz uma parada em uma estação para aluguel de roupas e calçados de neve. Obviamente, alugar roupas aqui é mais caro que em Santiago ou trazer do Brasil, então se puder vá previnido.

( ! ) Se for esquiar pode ser interessante ter o kit completo de roupas impermeáveis: luvas, calça, casaco e bota. Se for passear, recomendo apenas luvas e botas para neve. Neve molha e sapatos comuns fazem com que você escorregue. Nesse caso não é luxo, é segurança e a confiança para andar sem cair a cada passo.

Você pode optar por esqui ou snowboard. Se não tem prática, faça aula coletiva de 2hrs e curta o restante do dia sem levar tanto tombo. Tentar praticar o esporte com nenhuma aula é furada!

roteiro-santiago-7-a-10-dias-valle-nevado-esqui

Escolha a melhor montanha para seu nível de conhecimento e prática do esporte. Valle Nevado é mais cheia e turística, pode ser visitada também por quem só quer ver a neve ou andar nos bondinhos. El Colorado ou Portillo são opções melhores pra quem já tem alguma prática no esporte. Não tente conhecer todas as estações no mesmod ia, é extremamente cansativo! Se quiser, pode se hospedar no topo da montanha, em algum dos hotéis (avalie o custo-enefício). Depois é só curtir o dia!

E esse foi meu último dia no Chile. Infelizmente! A viagem valeu muito a pena, o Chile é lindo, muito bem organizado e limpo. Aproveite!!!

Importante: Horários de funcionamento e custos.
  • A empresa Turistik oferece diversos pacotes para turismo nas montanhas.

roteiro-santiago-7-a-10-dias-mapa-de-santiago

Clique no símbolo a esquerda do Título do mapa (“Chile”) Para ver todos os itens marcados no mapa.


roteiro-santiago-7-a-10-dias-city-tour-de-gra_c3_a

A cidade de Santiago oferece “walking tours” que nada mais são que city tour a pé guiados, interamente grátis e não é necessário reservar, basta estar no local inicial na hora marcada. As opções são:

Opção 1: Santiago Passo a Passo

Acontece todas as segundas, quartas e sextas, às 10h. Inicia na Plaza de Armas e percorre a Catedral, o ex Congresso Nacional, o Palacio de Tribunales, Palacio de La Moneda e a Bolsa de Comercio de Santigo.

Opção 2:  Caminando pelo Cerro

Acontece todas as segundas, sábados e domingos, às 10h. Inicia na Oficina de Informação Turística do Cerro, vai até o Cerro Santa Lucía.

Opção 3: Rota das Igrejas

Acontece todas as  terças, às 10h. Inicia em frente ao escritório de informações turística da Plaza de Armas. Leva aos templos das principais congregações religiosas que chegaram ao país no século 16 como: Ingreja de Santo Domingo,  Catedral Metropolitana Basilica de La Merced, Igreja San Augustín e Igreja San Francisco.


Chegamos ao fim da Parte 3 da série Chilena e do roteiro Santiago 7 a 10 dias mais que completo!

E o que voce achou? Respondi sua dúvida? Deixa ela aqui nos comentários que eu respondo todas.

Se ainda não é inscrito, assine o Blog para receber todas as demais informações para um viagem perfeita para o Chile e a outros lugares. 😉

Advertisements

Deixe seu comentário!

Loading Facebook Comments ...

6 Replies to “Roteiro Santiago e Região 7 a 10 dias (Completíssimo)

  1. Quanta coisa legal para fazer em Santiago!!
    Estou fazendo o roteiro de uma viagem pelo Chile e já vi que vou ter que deixar mais tempo para a capital!
    Ainda mais porque gosto de fazer as coisas com calma! hehehe

    Adorei as dicas!
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Disqus Comments ...