Viagem segura no brasil é um post de Aos Viajantes com dados e estudos sobre viajar atualmente. Porém, as informações aqui podem ser usadas a qualquer momento. Os dados aqui obtidos são baseado em estudos e análises de orgãos conceituados.

Os riscos de viajar hoje estão mais inflados devido ao covid-19 e uma série de recomendações existem para aqueles que precisam viajar.

Se você está pensando em viajar atualmente e não sabe se é seguro, esse post é pra você.

Nesse post vamos falar de como estão os aeroportos, hoteis e airbnb, e como escolher os destinos daqui pra frente pra ter uma viagem mais segura no Brasil.

Calma, você está no site certo sim! O Aos Viajantes foi todo atualizado pra ficar ainda melhor pra você, espero que goste. Qualquer dúvidas ou sugestão pode falar comigo. Aproveite e assine o recebimento de notícias para não perder postagens e notícias como essa assim que forem postadas!

Também vou contar detalhes sobre os protocolos de saúde adotados no turismo e as recomendações do Ministério do Turismo e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ese post faz parte de uma série de informações, dados e lives que rolarão no @aosviajantes instagram entre 30/08 e 02/09. Por isso, lembre-se de assinar a lista de emails do blog pra não perder dicas como essa.

Viagem segura no Brasil ? Por que estamos falando disso agora?

Toda viagem envolve riscos a nossa saúde, mas é claro que atualmente os riscos são evidentes. A questão atual é que algumas pessoas já começam a viajar.

viagem-segura-no-brasil-porque Viagem segura no Brasil: Análises e o selo turismo.
Viajar é mais de lazer, é saúde mental.

Pais com crianças hiperativas, pessoas com tendência a depressão, ou ainda pessoas que precisam viajar a trabalho.

Além disso, a viagem em prol da saúde mental é uma realidade e não podemos tampar os olhos.

Sendo assim, vale o questionamento: é possivel fazer uma viagem segura atualmente? Como?

Bem, esse é um assunto extremamente delicado e sensível, e meu objetivo aqui é mostrar alguns cenários que já existem nesse ramo do turismo.

Eu busquei dados e fiz muita pesquisa com os leitores também, pra entender todo esse sentimento de viagem e receios.

O primeiro fato é que: precisamos nos informar, pois é melhor fazer uma viagem segura com orientação, do que viajar escondido com medo de cancelamento e fazer caquinha por aí, e por alguém em risco.

Nós temos que nos preocupar com a nossa saúde, mas também com de todas as pessoas que entramos em contato.

Além disso, saber as medidas de segurança é obrigatório se você deseja viajar daqui pra frente, pois há responsabilidades ao viajante também. As medidas adotadas serão usadas por muito tempo, e usar todo esse período como uma lição aprendida.

O risco de contaminação em diferentes cenários e o turismo

Quando você pega seu carro particular e vai até o meio do mato, sem ninguém, está oferecendo pouco ou nenhum risco de transmissão de uma doença.

Foi partindo desse princípio que se formou uma discussão, sobre o que é possível hoje em termos de turismo e a melhor maneira de fazer isso.

Veja esse estudo da Associação Médica do Texas sobre os diferentes níveis de contaminação de acordo com atividdes, baseado já na realidade do Brasil:

viagem-segura-no-brasil-risco-de-contagio-covid-atividades Viagem segura no Brasil: Análises e o selo turismo.

Quando essa pesquisa foi lançada (em julho de 2020), ela chamou atenção por dizer que passar 2 noites em um hotel, é menos contagioso que ir a praia, por exemplo.

Não imaginávamos isso.

Isso me motivou a conversar com uma médica, e médica viajante que foi a Ana Ju do Ana Ju viaja. A entrevista com ela virou sucesso no isntagram e você pode assitir aqui:

Risco de contaminação em voos é improvável – viagem segura no Brasil

A maioria dos viajantes leitores do blog vão optar por viagens de carro.

Eu também, pois acredito que temos um maior controle sobre o veículo com relação a circulação de ar e claro, das pessoas presentes.

Porém, uma pesquisa da Universidade Emory, em Atlanta e do Instituto de Tecnologia da Georgia concluiu que o risco de contaminação em voos é improvável em geral, mas é alto para passageiros até 1 m de pessoas doentes.⁣

A pesquisa analisou 1540 passageiros da classe econômica e 41 comissários de bordo em 10 voos nos EUA. As viagens, entre 3 e 5 horas, foram feitas em aeronaves padrão para voos domésticos, com um único corredor separando duas fileiras de três assentos.

Segundo informações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), o risco de infecção dentro de um avião é BAIXO pois a maioria dos vírus e germes não espalha facilmente devido à maneira como o AR CIRCULA.⁣⁣

No Brasil, os voos comerciais das grandes cias aéreas brasileira estão se adaptando.

As cias aéreasnacionais investiram milhões em novos filtros HEPA que filtram até 99,9% dos germes e renovam o ar a cada 3 minutos. (informações da Gol e da LATAM).

O fato é que voar inclui filas de checkin, aeroportos, pessoas sem noção e etc. Dentro da aeronave, OK, mas o caminho até lá? A Renata no Viagem em Detalhes contou como foi a experiência dela em um voo comercial da Gol.

Eu aproveitei e ainda fiz uma entrevista com ela pra saber todos os detalhes, do checkin no aeroporto até o destino e etc. Foi muito legal!

Eu quero ouvir a sua experiência também, prefere carro ou avião?

O ecoturismo e hotelaria como opção de viagem segura no Brasil

É bastante natural evitar viagens a grandes centros urbanos, pra dar lugar ao turismo de natureza e experiências.

viagem-segura-no-brasil-natureza Viagem segura no Brasil: Análises e o selo turismo.
Que mal faz uma fazenda de girassóis?

Você pode ter em mente os locais abertos, com natureza, que estão num raio de até 200 km da sua casa, facilmente acessíveis com um carro.

A Opinião dos viajantes

O Viaje na Viagem fez uma pesquisa com seus leitores e descobriu que 33% vão preferir destinos de praias pra ir depois da pandemia. Para cidades grandes (18%), destinos de natureza (17%) em cidades pequenas (12%).

Esses números fazem muito sentido quando a gente pensa que natureza, praia e campos abertos são os locais com menos aglomeração, mas também são os destinos que o Brasileiro mais gosta de viajar desde sempre, vai além da questão viagem segura no Brasil.

Dentre os leitores do blog, a maioria pensa em viajar para um hotel ou um airbnb em primeiro lugar, e depois destinos de natureza.

Isso nos leva ao nosso próximo tópico:

Turismo para hotéis, airbnb hotel fazenda e resort como preferência

Outra forma de viajar é o chamado turismo de hotelaria.

A pesquisa que fiz com os leitores no blog demonstrou que a maioria não se sente confortável em ir para parques temáticos, mas já pensa em ir para hoteis, como primeira opção de viagem.

Isso porque, as viagens feitas para hotel fazenda, resorts ou pousadas permitem que você curta o espaço em si, sem necessariamente fazer turismo em uma cidade.

Você fica junto com seu namorado, marido ou filhos em um local diferente da sua pr´[pria casa, e isso já ajuda a nossa mente a relaxar.

A boa notícia é que os hotéis tem se preparado pra atender a todos com o protocolo de turismo. Incluisve com redução na lotação máxima permitida.

Eu perguntei tudo pra Lu do Turistando com a Lu sobre hotelaria essa entrevista está no instagram do blog, ou no clique:

O AirBnb também vem como opção, pois nesse tipo de hospedagem, você prepara sua comida, e não recebe ninguém. É como mudar de casa por uns dias.

Os serviços de hospedagem foram um dos que mais tiveram adaptações pra seguir de acordo com o protocolo de saúde e segurança do turismo, e agora a gente vai ver que mudanças são essas:

Protocolos de saúde no turismo e selo turismo responsável

O objetivo dos protocolos no turismo são proteger a sua saúde e a do outro também, diminuindo o risco a saúde em viagens e em ambientes.

viagem-segura-selo-turismo-responsavel-protocolos Viagem segura no Brasil: Análises e o selo turismo.
O selo é importante mas não é limitande na escolha.

O Brasil já tem cerca de 20 mil estabelecimentos com o selo turismo e crescendo.

O sudeste é a região mais engajada, seguido do estado da Bahia e da Região Sul.

Vale lembrar porém que esses números não consideram a abundância de locais turísticos por estado, é meramente um número.

Como o selo turismo foi desenvolvido

A OMS, que é o orgão responsável por pensar em saúde mundial, desenvolveu sugestões e protocolos que devem ser seguidos no turismo a fim de promover uma viagem segura.

No Brasil, o Ministério do Turismo (Mtur) trouxe sua visão aos protocolos e recomendações, e instituiu o selo Turismo Responsável.

Esses protocolos e o selo de turismo responsável estabelecem regras para os estabelecimentos, agências, meios de transporte é até mesmo responsabilidades dos turistas.

Também é importante se atentar que o selo é uma certificação que depende de uma vistoria, mas há város locais que já se adaptaram aos protocolos e estão aguardando o selo.

A questão do selo de responsabilidade será vista em todo o Brasil, mas em tempos diferentes, cada estado e cidade tem sua necessidade especial na hora de se adaptar, e o tempo é o melhor amigo nessa hora.

Os protocolos de saúde e viagem visão geral

São muitos os novos protocolos de segurança e saúde no turismo, e algumas recomendações também, você viajante, é quem vai ter que observar isso.

Além disso, o protocolo geral de segurança é bem genérico, como vou te mostrar aqui.

Porém, vale dizer, há protocolos específicos para cada segmento, por isso cabe ao segmento se adequar.

Pra mim que sou engenheira de segurança, quando olho isso já vejo a brecha que se abre pra mil interpretações e irregularidades, e o que importa aqui é que a gente verifique junto ao hotel, ou transportadora e etc, se eles estão seguindo os protocolos.

Olha o que diz o site oficial do Ministério do Turismo sobre os estabelecimentos:

Protocolo de Segurança Selo turismo Responsável

– Lavar e desinfetar as superfícies;
– Medir a temperatura de todos a fim de evitar que pessoas febris entrem;
– Realizar a limpeza, várias vezes ao dia, das superfícies e objetos de utilização comum (incluindo balcões, interruptores de luz e de elevadores, maçanetas, puxadores de armários, entre outros);
– Promover a renovação de ar, regularmente, das salas e espaços fechados, abrindo as janelas e portas;
– Disponibilizar álcool a 70% nas formas disponíveis em locais estratégicos como: entrada, acesso aos elevadores, balcões de atendimento, etc;
– Utilizar lixeiras que não precisem ser abertas manualmente e esvaziá-las várias vezes ao dia;
– Disponibilizar, nos banheiros, sabonete líquido e toalhas de papel descartáveis;
– Expor cartazes com informações e orientações de higiene;
– Providenciar o controle de acesso, marcação de lugares reservados aos clientes, e organização das filas para que seja respeitar a distância mínima de 1,5 m.

Protocolo específico do selo turismo para hospedagens, parques temáticos e aeroportos.

Além das orientações gerais como as acima, existem instruções específicas complementares para cada tipo de estabelecimento.

Por exemplo, o protocolo para hospedagens é bastante extenso e específico e inclui a redução de móveis no saguão, remoção de revistas, além de outras instruções.

Para o hóspede, o que pode ser percebido mais facilmente é a medição de temperatura corporal, a presença de alcool gel em áreas do hotel, e as mudança nos restaurantes do hotel.

A recomendação , de acordo com o protoloco, é não utilizar toalha nas mesas, e prato preparado pelo funcionário do hotel. As mesas são marcadas por quarto e horários para utilizar o restaurante também marcados.

Os detalhes de todos os protocolos você encontra no site do ministério do turismo.

Minha dica é: leia bem o protocolo do turism e veja se o estabelecimento em questão está seguindo essas recomendações.

Responsabilidades dos viajantes ao viajar

É importante lembrar que a decisão de viajar é algo de cada pessoa mas que as recomendações são evitar viagens.

viagem-segura-com-turista-responsavel Viagem segura no Brasil: Análises e o selo turismo.
Viagem segura só existe com turista responsável

Além disso, quando você decide viajar, você é responsável pela sua saúde e pela saúde do próximo, uma vez que o seu direito só existe até não ultrapassar o do outro, certo?

Assim, antes de viajar a OMS recomenda:

Recomendações de turismo e saúde de acordo com a OMS

– Refletir se uma viagem é mesmo necessária

– Estar ciente dos riscos

– Visitar um médico e estar com tudo em dia pelo menos 1 a 2 meses antes de viajar.

– Garantir que as vacinas estão em dia, sobretudo as exigidas nos destinos.

– Planejar toda a viagem com cuidado.

– Possuir um kit de primeiros socorros.

– Fazer um seguro viagem adequado ao destino.

– Cuidar da sua saúde antes, durante e depois da viagem.

– Tomar precauções a fim de evitar a transmissão de qualquer doença durante a viagem

– Reportar a um médico sobre quaisquer sintomas de doença pós viagem, e o mais rápido possível.

– Ser respeitoso com as pessoas no local de destino.

Vacina e Vacinados

Até o presente momento, essa não é uma realidade.

Algumas pessoas vão optar por só viajar quando houver vacina (é seu caso?). Mas, há outras que já consideram uma viagem com protocolos de segurança e tudo mais.

Tudo que for dito sobre turismo abre discussão sobre necessidades, sobre riscos ao viajar, sobre prioridade da saúde e super-lotação de hospitais em áreas remotas etc, etc.

Mas entendemos que a discussão é profunda.

Lives Viagem Seguro no instagram @aosviajantes

Pra aprofundar ainda mais essa história eu convidei pessoas específicas pra tirar dúvidas sobr eo funcionamento desses protocolos na prática.

Foi uma série de 4 videos no IGTV, em formato LIVE entre os dias 31/08 e 02/09 as 18:08 h.

Tudo isso pra entender se os protocos são efetivos e como estão seendo aplicados.

Se você estiver lendo esse post antes do dia 02/09 ainda é possível participar ao vivo, mas se chegou depois ainda pode acompanhar o conteúdo no IGTV do @aosviajantes, como por exemplo o video da entrevista de domingo:

View this post on Instagram

Como é viajar de avião agora? É seguro? Protocolos, voos e muito mais dicas nesse bate papo com a Renata do @viagememdetalhes que viveu a experiência de voar nesse período de quarentena. Assite e me conte o que você acha disso tudo e se sua opinião mudou depois do video. Amanhã nosso bate pao seerá sobre HOTELARIA! Então põe na tua agenda, despertador e tudo mai que você tem um encontro marcado comigo as 18:08! Esteja ao vivo pra tirar suas dúvidas comigo e com a nossa convidada de segunda-feira.⁣ ⁣ ⭐ Pra saber +: leia no blog o post "Viagem Segura no Brasil: Protocolo e selo turismo" https://aosviajantes.com.br/viagem-segura-no-brasil-possivel-protocolo-turismo/⁣ ⁣ 🔴 LIVES VIAGEM SEGURA 🔴⁣⁣ ⁣⁣ 🗓️Quando: De Domingo (30/09) a Quarta (02/09).⁣⁣ ⏰ Domingo as 16h e Segunda a Quarta as 18:08h!⁣⁣ ⁣⁣ ✔️ 30/08 ⏰ 16h- Aeroportos e segurança em voos (experiência) com Renata ⁣ ⁣ 31/09 ⏰ 18:08h⁣ – Hotelaria é segura? Dicas e viagem com Crianças (experiência) com Lu.⁣ ⁣ 01/09 ⏰ 18:08h⁣ – Viagem Segura é possível? Olhar da saúde (análise técnica) com a MÉDICA viajante Ana.⁣ ⁣ 02/09 ⏰ 18:08h⁣ – Curitiba: onde podemos turistar? + AirBnb (Dicas Curitibanas) com a Aline.⁣ ⁣⁣ 🧡 Compartilhe, comente com sua pergunta, marque alguém. Ajude esse conteúdo a chegar em mais pessoas pois preparei com muito cuidado. Conto com você!⁣⁣ ⁣⁣ ⁣⁣ #brazil_repost #revistaqualviagem #finditliveit #airplane_lovers #destinosnacionais #loucosporviagem #vounajanela #instatravel #AosViajantes #Wanderlust #SouRBBV #mtur #missaovt #viajenaviagem #brasil #brazil #movimentosuperaturismo #blogdeviagem #turismo #viajenaviagem #viajantes #amoviajar #melhoresdestinos #viagemeturismo #viajanteexperiente #2017bestnine #achadosdasemana #aeroporto #voo #dicasdeviagem

A post shared by Maíra | Dicas de Viagem (@aosviajantes) on

O que você acha disso? É seguro viajar? Os protocolos são suficientes?

Nesse ponto em que estamos, sabemos que cada um está vivendo a pandemia como consegue e trazer opções de viagem possíveis é uma missão aqui pro Aos Viajantes.

Eu confesso que estou ficando com vontade de viajar para áreas remotas.

Os estudos mostraram que a viagem de avião é segura, e que existem riscos muito maior do que se hospedar em um hotel por um fim de semana.

Viagem de carro, talvez um bate e volta para natureza, por que não?

Os protocolos do turismo vieram pra ficar e cada dia mais o selo turismo será visto nos destinos.

Aqui no Aos Viajantes não há julgamento, mas também há uma priorização do coletivo acima do bem comum, enquanto não ferir a saúde mental e física de ninguém.

Uma mistura de empatia com bom-senso.

Você acha que a viagem segura no Brasil é possível nesse momento? Quando você pretende viajar?

Você acredita que é mais seguro viajar dentro do Brasil ou ir para o exterior?

Deixe sua opinião! Vou gostar de saber. Continue acompanhando o blog, trarei sempre atualizações e dados importantes como esses.

Deixe seu comentário! Pergunte!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nosso Guia de Viagem
Assine nossa Newsletter
Back to top