Buenos Aires Roteiro para 1 semana

Buenos Aires, a queridinha dos brasileiros sabe mesmo ser atraente.

Quando pensei nas minhas primeiras férias fora do Brasil, esse foi o destino que veio a cabeça quase que imediatamente.

Todo mundo que foi adora, tava na hora de ir também!

É provável que voce aí também já tenha ido e esteja aqui para descobrir o que fazer numa segunda visita, também é válido.

Essa é uma cidade que se REDESCOBRE a cada visita.


>> Se essa é a sua primeira vez na cidade, leia também: Buenos Aires, A primeira vez! <<

>> Se já esteve em Buenos Aires e quer atividades diferente, leia também: O que fazer em Buenos Aires (além do tradicional). <<


Confira o Roteiro por Buenos Aires e veja porque voce também vai se encantar…

Av. 9 de Julho - Buenos Aires, e seu famoso Obelisco
Buenos Aires, e seu famoso Obelisco

Vamos a Buenos Aires!

Indo sozinho (a), em casal ou em amigos, uma coisa é certa: tem mais brasileiro lá do que banana na estrada. O lado bom é que o turismo funciona bem e somos bem tratados, (portanto seja um brasileiro legal e deixe a rixa apenas para o futebol 😉 ).

Em 7 dias pude conhecer Buenos Aires, a capital argentina, a cidade de San Telmo, famosa por suas casas e vida toda a margem do rio Telmo e por Luján, a cidade do zoo com jaulas abertas (voce já deve ter ouvido falar desse zoo e eu te conto mais lá embaixo).  Cheguei lá vinda de Montevidéu, uma cidade em que tudo é mais antigo, mais calmo e mais lento gera um contraste interessante com Buenos Aires. Como se fosse uma Montevideu “moderna”, em poucas palavras.

Há quem diga que conhecer primeiro Buenos Aires e depois Montevidéu dá uma quebrada no encanto Uruguaio, (será?).


Uma semana é pouco? Com mais uns dias encaixe o roteiro de Montevideu, funciona.

Uma semana é muito? Veja esse post aqui com dicas pra quem está numa passagem rápida!


#Dia 1 – Reconhecendo o centro + Puerto Madero em 1 dia

Voce vai gastar 1 dia e meio aqui se quiser passar por tudo (em velocidade média a baixa de maratonista turista) ou mesmo 1 dia se fizer mais rapidinho, poupando os pontos turísticos menos badalados e/ou utilizando os ônibus de turismo, vai depender do seu estilo de viagem.

Inicie o dia pela avenda 9 de Julho. Vá ao Obelisco, siga para Calle Florida (Rua Florida), encontre a Galeria Pacífico , vá até a Plaza de maio, mire a Casa Rosada e o belo Teatro Cólon, a arquitetura antiga e grandiosa faz bem aos olhos.

Casa Rosada
Casa Rosada
Puerto Madero 3-Buenos Aires-Argentina-Roteiro-Turismo
Rio da Prata em Puerto Madero

A essa altura já está liberado sentir fome, sugiro almoço em Puerto Madero. O famoso é o “Siga la Vaca”, nas diversas opções de pratos (é comum oferecerem entrada + almoço + sobremesa por um preço fixo). Bife de chorizo é O PRATO argentino. Não é novidade pra ninguém que o pessoal lá sabe fazer carne de qualidade, melhores cortes, churrascos e quanta fartura!

( ! ) O Bife de Chorizo é uma parte do corte que conhecemos como contra-filé. O segredo é a altura do bife , mais grosso, e a temperatura da chapa que garante um bife suculento, e claro, o tempero Argentino peculiar.

Além das delícias, essa é uma das melhores vistas e ambientes na cidade. Margeando a cadeia de restaurantes está o Rio da Prata, de onde pode se ver os grandes prédios comerciais do outro lado da margem e a Puente de La Mujer (Ponte da mulher) unindo os dois lados, voce consegue imaginar pernas femininas ao olhar para a ponte? 0o

#Dia 2: Recoleta + Palermo 

Dia de ir para outro lado da cidade, Recoleta e Palermo são dois bairros nobres da cidade. Recebem muita influencia de arte e cultura e lá estão concentradas feiras de artesanato, museus de arte, TV e arquitetura.

Pra começar, pegue um metro e vá ao Jardim Botânico, ali tem um Zoo também mais comum, passamos pelo jardim e ao sair do jardim, estará do lado da casa-museu da Evita Perón, ícone feminina política idolatrada pelos argentinos.

Almoce na agradável Palermo ou no restaurante do museu da Evita. Há um parque delicioso (mais um!) e passando-se por ele chega-se ao jardim japonês. Muita gente pergunta se eu acho que vale a pena pagar a entada no Jardim Japonês, e se ele é assim incrível. Ele é bem diferente, você não precisa ser um botânico pra gostar, mas ao mesmo tempo não espere ver alguma planta alienígena, é um bonito jardim, e valer a pena sempre vale (se a alma não é pequena).

Jardim Japones
Jardim Botânico
Jardim Botânico

Siga andando por ali até chegar à biblioteca, museu e o parque famoso da flor mecânica. Para quem gosta de arte, há o Museu Nacional de Bellas Artes. Dali dá pra ir ao Cemitério (muitos turistas passeia por lá, juro) onde está a famosa Evita e várias outras personalidades que voce vai conhecendo ao longo da viagem, se já não conhecia.

Flor Mecânica
Flor Mecânica

( ! ) Os Argentinos, assim como Uruguaios conhecem bem sua história e cultura e exploram bem isso turisticamente, andando pela ruas da cidade, museus e praças voce vai se familiarizando com a história deles sem nem perceber.

Mas o melhor de todo esse dia é o Café Havana fechando com chave de ouro o dia de turistagem!  Nhami!

#Dia 3: Vamos a La Bombonera!

 

Por favor, VÁ DE TAXI ATÉ A BOMBONERA E AO CAMINITO, a região tem relatos de roubos e furtos e esteja atento aos seus pertences. O bairro conhecido como El Caminito ficou famoso por suas faixadas de prédios todos coloridos e muitos consideram o local um museu a céu aberto. Cuidado com os atores vestidos de dançarinos de tango que habitam a fachada da loja Havanna. A exemplo do que vemos por aqui em algumas cidades, eles se jogam na sua foto e te cobram depois.

Caminito-Buenos Aires-Argentina-Roteiro-Turismo

Fiz a visita guiada pela Bombonera, o estádio do Boca Juniors que recebe esse nome por parecer uma caixinha de bombom bem alta e grande, fofo não? Acho que só não valerá a pena visitar se você odiar muito o futebol mesmo. Os guias são engraçados, você visita todos os setores do estádio, da parte social a arquibancada e campo e escuta sobre a história deles ( e a nossa!).

Temos muito o que aprender com turismo mesmo, já pensou o quanto de história sobre futebol a gente tem pra contar? Voce vai gastar uma manhã fazendo o passeio mais completo, se for só entrar na exposição conte com uma hora. De lá, siga para os outlets que de outlet mesmo não tem quase nada. Nesse post aqui, falo mais sobre as compras em Buenos Aires:

Se almoçar pelos outlets, vá em um bistrô interessante com um velhinho contando mil historias sobre conhecer o Caetano veloso, Gilbeto Gil e ter uma namorada brasileira. Há restaurantes confiáveis no Caminito também e voce vai preferir ler todo o roteiro gastronômico  feito com amor e com detalhes, pra voce imprimir e levar no bolso.

La Bombonera
La Bombonera

#Dia 4: Zoo de Lujan e Tango

( * ) Atualização em 2016. Por discordar com a forma como os animais são tratados em Luján, o Aos Viajantes não recomenda mais esse passeio. Sempre disse que se algo não estivesse bem aqui, eu não recomendaria mais esse passeio.

Substitua as atividades desse dia por alguma do Roteiro não tradicional pela cidade de Buenos Aires , você vai amar!

Quem tem coragem de entrar na jaula da leoa?
Quem tem coragem de entrar na jaula da leoa?

Não é um passeio na cidade, é na cidade de Lujan. Esse é o Zoo de Lujan o tal famoso em que você pode entrar nas jaulas e conhecer os bichinhos de perto. Dá um pouco de medo, dá um pouco de dó, mas é um passeio único, e a não ser que você tenha uma viagem marcada pela Savana africana, é mais próximo que chegará de um animal desse porte. Chegando lá , vá para a jaula do leão ou do tigre, serão as mais disputadas e com probabilidade de fila. Para quem não tem medo, voce pode entrar abraçar o leão, andar com ele e bater muitas fotos. Com os filhotinhos é possível alimentar com leite e fazer carinho enquanto dormem. *cuti cuti* Há outros animais, elefantes, pássaros, macacos (esses são muito engraçados!!), é uma experiencia única!

( ! ) Há muita polêmica envolvendo o Zoo de Lujan e uma possível super dose de calmantes que seria dada aos animais para que eles sejam ‘domesticados’. Até hoje, (2015) tudo que se disse contra o Zoo não pode ser comprovado, não estou aqui apoiando nenhuma forma de maltratar animais e se algo de errado se passasse por lá eu não recomendaria tal passeio.

Dá pra ir de ônibus de linha ou com ônibus de agencia, nossa opção não foi nenhuma das duas, as agencias indicadas não iam a Lujan todos os dias e o preço não vale tanto a pena quanto a nossa terceira opção. Estávamos em 4 pessoas e foi providencial encontrar um motorista, indicado pelo hotel, para nos levar e trazer.

Almocei lá por motivos de –  muita fome – . A vantagem de ir com motorista é o horário livre para idas e vindas, cheguei bem cedo (umas 8-9hrs), e por isso não peguei filas enoooormes, isso rendeu a tarde toda livre.

Ah, lá é uns 3-5graus mais frio que em Buenos Aires. Foi o dia mais congelante, prepare-se bem!

Descanse da correria da viagem e aproveite pra ir a alguma casa de Tango nesse dia. Os preços e shows variam, e a maneira como se compra entradas ou a disponibilidade delas também.

O Tango Argentino no Café Tortoni
O Tango Argentino no Café Tortoni

( ! ) Importante: Muitas casas de tango pedem agendamento no dia (pode ser via telefone) e pagamento em até uma hora antes do show. Considere essa informação na hora de definir seu dia de ir ao tango. Há cabines telefônicas espalhadas pela cidade para que voce ligue de qualquer lugar.

Fui no tango do Café Tortoni, localização centro, dá pra ir a pé dos hotéis ali no centro. O tango mais famoso de lá é o Senhor Tango, mas pra quem nunca foi em nada o Café Tortoni vai oferecer um belo show. O tango é lindo e tem estilo peça de teatro. As casas oferecem um pacote com jantar também,  e eu não recomendo. Preço alto pela qualidade ofertada. Sugiro inclusive que você aproveite para tomar uma café ali antes de entrar no show, ou no moderninho “Café argentino” ao lado. Medialunas com dulce de leche e cappuccino, sempre. 

Seja qual sua opção, o show apresenta os dançarinos encenando algumas das principais músicas do ritmo, tudo coreografado e expressivo. Há quem busque alguma casa de Tango em que argentinos sejam os principais fregueses para sentir melhor a cidade ou para uma segunda noite de tango, é um bom argumento. Se voce quer ir onde Argentinos vão pode tentar o bom bonito e barato Centro Cultural Borges. Para espetáculos classudos veja o El Querandi e o Piazzolla Tango (não caia na tentação de ler  pizzaiolo tango =P)

#Dia 5 – Mar del Prata + San Isidro e San Telmo

Conhecer o Mar Del Prata, um passeio muito romântico. Peguei um onibus de agência (o  único passeio agenciado da viagem) e fui de Buenos Aires até San Isidro e a San Telmo, o grande objetivo. San Isidro é uma cidade com nada demais, é bonita mas não merece a parada, achei que só pararam lá para os turistas se entupirem de souvenires da pracinha. Achei interessante também a cultura daquele povoado que vive as margens do Mar del Prata em uma rotina bastante peculiar …

Em San Telmo, bem, não dá pra falar tanto porque pode perder a graça. Fui com um guia/agência indicados pelo hotel, dá pra fazer o passeio por conta própria com onibus de linha direto a  San Telmo, onde se pega a barca pro mar del Prata, alugar um carro também é uma boa ideia.

Há toda uma população que vive as margens desse rio, voce consegue se imaginar com um mercado balsa? E quando acaba a água e voce liga para a balsa-água mineral? E quem recolhe seu lixo é a Balsa-Lixeiro. Pois é,.. só vendo!

San Telmo-Buenos Aires-Argentina-Roteiro-Turismo (2)

Na volta o ônibus me deixou na Rua Santa Fé, que segundo o guia é onde os argentinos fazem suas compras. Aí sim! Percebi que ali era o verdadeiro outlet! Havia outras duas opções de parada turísticas como a Calle Florida e a Flor Mecânica.

( ! ) Converse com os habitantes do local, conecte-se. São sempre eles que darão as dicas mais instigantes

Bem leitores, chegamos ao fim da viagem a Buenos Aires Roteiro e região. Estando por lá por uma semana você pode sentir a cidade com calma e visitar grandes centros turísticos. No fim da estadia já estará falando portunhol como ninguém e andando de metro sem problema algum. Não há quem diga que não queira voltar a Buenos Aires e a facilidade e proximidade da cidade porteña com nosso país ajuda muito.  Já houve um tempo mais vantajoso economicamente para os Brasileiros mas se voce procura gastar pouco e conhecer mais cultura, esse é definitivamente um roteiro que sempre pode te encantar.

( ! ) Não deixe de ler o guia gastronômico para ter sempre a mão uma boa opção. Dividido por custo, bairro e tipo de cozinha 😉 

Advertisements

Deixe seu comentário!

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...